Dores nas costas na gravidez? Tem jeito!


Malu Echeverria
por: Malu Echeverria
Yoga na gravidez alonga, dá firmeza aos músculos e relaxa: ótimo para evitar dores nas costas (Foto: Casa Moara/Marcelo Min) Yoga na gravidez alonga, dá firmeza aos músculos e relaxa: ótimo para evitar dores nas costas (Foto: Casa Moara/Marcelo Min)

 

A queixa é comum: aproximadamente 80% das grávidas têm dores nas costas em algum momento da gestação. O desconforto é provocado, principalmente, por causa do aumento da barriga. Por isso, é mais comum a partir do segundo trimestre da gravidez. O deslocamento do centro de gravidade para frente causa uma hiperlordose, isto é, um desvio da coluna cervical na região posterior.

Então, quer dizer, que não tem como evitar? Mais ou menos. “O que sustenta o corpo é o esqueleto e a musculatura. Como o primeiro sofre as alterações inerentes à gravidez, o jeito é fortalecer o resto para manter a postura no lugar na medida do possível”, explica a educadora física Marcelly Ribeiro, que é instrutora de yoga para gestantes da Casa Moara, em São Paulo. Uma das alternativas, então, é simples: praticar exercícios físicos. Alongamento também ajuda, uma vez que corrige a postura, mas o mais importante mesmo são atividades que tonifiquem os músculos, principalmente ao longo da coluna. “Claro que o treino tem de ser individualizado, de acordo com as características de cada gestante, e liberado pelo obstetra dela”, explica Marcelly. As que eram sedentárias antes da gravidez, por exemplo, têm de pegar mais leve. Mas até mesmo o abdome pode ser trabalhado pela gestante, desde que com a intensidade controlada, segundo a especialista. Para aprender uma série de exercícios para o terceiro trimestre de gravidez, clique aqui!

Outra medida eficaz é controlar o excesso de peso ao longo da gravidez – o ideal é engordar entre 9 e 12 kg, dependendo do IMC ao engravidar. Pois como o peso aumenta rapidamente, a sobrecarga sobre a coluna e as articulações tende a piorar o quadro. Para saber mais sobre o IMC na gravidez, clique aqui!

Marcelly conta que muitas de suas alunas gestantes dizem que as dores diminuíram depois que elas começaram a fazer exercícios. Quando isso não é o suficiente, ela indica outras alternativas, como massagens, fisioterapia, acupuntura e eutonia (terapia corporal que que tem o objetivo de equilibrar as tensões). “Atividades na água também favorecem o bem-estar e, por consequência, amenizam as dores”, completa. E quem fica muito tempo na mesma posição por causa do trabalho, seja em pé ou sentada, deve se movimentar a cada duas horas, no mínimo. Aproveite o intervalo para alongar e relaxar um pouco.

Vale lembrar que as dores nas costas podem persitir mesmo após o parto. Isso porque, tanto amamentar, quanto carregar e/ou trocar o bebê repetidas vezes também exigem um esforço extra da coluna. O que só aumenta a importância de cuidar da postura desde já.

  • Malu Echeverria

    Jornalista, mãe do Gael e redatora-chefe do It Mãe. Para ela, é essencial colocar a máscara de oxigênio primeiro na gente, depois na criança

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)