6 dicas para curtir a praia com as crianças sem estresse


Isabel Malzoni
por: Isabel Malzoni

bebe-praia-areia

Tente não levar tantos brinquedos: fazer castelos na areia já diverte o suficiente (foto: Freeimages)

Para pegar uma praia com os pequenos nesse verão, toda mãe sabe que um pouco de tralha é necessária! Mas além do protetor solar, também há outros itens indispensáveis. Veja algumas sugestões para tornar o passeio mais prático, seguro e divertido.

1) Água

Leve água para beber – o risco de desidratação é coisa séria – e também para limpar as crianças. Essa dica pode evitar o maior chororô quando entrar areia nos olhos ou na boca, porque talvez você não encontre água confiável na hora.

2)  Repelente

Em outro momento, protetor solar seria o segundo item da lista. Mas dada a assustadora epidemia de zica vírus, é urgente que protejamos os pequenos. Atenção porque não é recomendado passar repelentes em bebês com menos de 6 meses – e os produtos com o princípio ativo Icaridina, mais eficiente contra o mosquito transmissor Aedes Aegypti, têm indicação para crianças com mais de dois anos. No entanto, a avaliação dos riscos e benefícios deve ser feita pelo pediatra. Converse com ele! No horário de maior risco, das 9h às 13h, que é quando esse mosquito costuma voar, você também pode lançar mão de mangas compridas, mosquiteiros, telas e repelentes naturais de ambiente para proteger a família.

3) Proteção solar

A recomendação é não usar protetor solar em menores de seis meses devido ao risco de intoxicação. Para crianças maiorzinhas, há produtos específicos no mercado e os melhores são os bloqueadores solares, que formam uma barreira física contra os raios do sol e não penetram no organismo. Você pode ainda utilizar as roupinhas com proteção solar, que estão liberadas para todas as idades e não precisam ser reaplicadas porque protegem o dia todo.

4) Identificação

Se vocês vão para algum lugar onde terá muita gente, leve em conta o risco da criança se perder. Se for maiorzinha, combine com ela um ponto de encontro e mostre referências que possam ser vistas de longe, como a cadeira do salva-vidas. Quer mais sossego? Coloque na criança uma pulseira de identificação que contenha seu nome e telefone.

5) Comida

A dica é óbvia, mas vem com uma pitadinha de avó. Levar um lanchinho pros filhotes é uma opção mais saudável e segura do que deixá-los comer as guloseimas vendidas na praia. Considere incluir na “marmita” frutas, biscoitos caseiros e ovos cozidos (descasque na hora). Os últimos, aliás, são ótimos para aplacar a fome por mais tempo por causa da proteína. Se não tiver jeito, o milho cozido dos quiosques é uma alternativa nutritiva.

6) Entretenimento

Alguns brinquedos garantem que a criança fique entretida, como o famoso baldinho, uma piscina inflável para os bebês ou raquetes de frescobol para os maiores. Mas cuidado para não levar coisa demais. O gostoso de viajar é explorar novidades e fazer descobertas, como o barulho das ondas nas conchas, as possibilidades das esculturas na areia e as cambalhotas no mar.

  • Isabel Malzoni

    É jornalista e sócia da Editora Caixote, que publica livros infantis interativos, como Pequenos Grandes Contos de Verdade, finalista do Prêmio Jabuti. Mãe de Diego, divide-se entre os cuidados com o bebê, descobertas culinárias e muitos, muitos textos Isabel Malzoni é

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)