5 perguntas sobre diabetes gestacional


Dr. Domingos Mantelli
por: Dr. Domingos Mantelli
Médico especializado em Ginecologia e Obstetrícia

gravida_cookies_diabetes

O controle da diabetes gestacional, normalmente, é feito por meio de dieta e exercícios físicos (Foto: 123RF)

A diabetes, como você sabe, é um distúrbio caracterizado pelo aumento do nível de açúcar no sangue. Quando o problema surge durante a gravidez, a chamada diabetes gestacional, pode levar a futuros problemas de saúde, tanto para a mãe, quanto para o bebê. Veja como prevenir e tratar a doença.

1) Qual a causa da diabetes gestacional?

Durante a gestação, a placenta produz um hormônio chamado Lactogênico Placentário, substância que aumenta o risco de diabetes gestacional porque interfere na ação da insulina (que controla o açúcar no sangue). A doença acomete, na maioria das vezes, mulheres que já tiveram diabetes gestacional em uma gravidez anterior, assim como obesas e mulheres mais velhas.

2) A doença traz riscos para o bebê?

Em primeiro lugar, há o risco do bebê ganhar mais peso do que o esperado, o que é chamado de macrossomia. Apesar do tamanho, o bebê macrossômico é considerado frágil, pois tem mais chance de sofrer de hipoglicemia por conta da alta produção de insulina. O tamanho também pode dificultar o trabalho de parto, aumentando as chances de cesariana. Além disso, a doença está associada a um aumento dos riscos de trabalho de parto prematuro, de ruptura prematura da bolsa d’água e de morte súbita no recém-nascido.

3) Como faço para saber se tenho diabetes gestacional?

O diagnóstico é feito por meio da dosagem de glicemia de jejum, um exame de sangue simples que deve ser realizado uma vez a cada trimestre da gestação. No último trimestre, o obstetra deve solicitar também o teste oral de tolerância à glicose (TOTG), exame que mede a curva glicêmica da grávida.

4) Se o exame der positivo, terei de tomar insulina?

Depende. Existem alguns cuidados e tratamentos que devem ser feitos de acordo com o grau de diabetes. Na maioria das vezes, é possível controlar o nível de açúcar com uma mudança nos hábitos alimentares da gestante, além da prática regular de atividades físicas. Só em último caso é que o médico irá lançar mão da insulina para regular a glicemia.

5) A diabetes gestacional acaba depois da gravidez?

Normalmente, sim. A recomendação é que a paciente que teve diabetes gestacional faça novos exames para checar se os níveis de açúcar voltaram ao normal no segundo depois do parto. Como a doença aumenta a propensão a desenvolver o diabetes futuramente, esses testes devem ser realizados todos os anos a partir de agora.

  • Dr. Domingos Mantelli

    Médico especializado em Ginecologia e Obstetrícia. Papai da Giulia e da Isabella. E autor do livro “Gestação: mitos e verdades sob o olhar do obstetra” e pai da Giulia

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)