Panamá é o novo – e imperdível – destino para montar enxoval barato


Monique dos Anjos
por: Monique dos Anjos

Minha Victoria toda toda com seu pijaminha baby GAP. Algodão melhor não há! (foto: Monique dos Anjos)

Mãe que é it mesmo sabe que embora roupas e acessórios para bebês custem pequenas fortunas, com um pouco de planejamento dá para montar um enxoval completo sem arriscar a poupança do futuro filhote. Nos últimos anos, o principal destino para quem tinha esse plano em mente eram os Estados Unidos. Atualmente, quem deseja economizar, mas não não quer ir tão longe ou simplesmente gostaria de aproveitar a viagem para dar uma esticada até o Caribe, Panamá é a pedida certa.

Para montar um enxoval no exterior você não precisa necessariamente ser fã de grifes internacionais – ainda que essas tenham preços bem mais salgados no Brasil. Os produtos locais são de ótima qualidade e com preços bastante competitivos. Acontece que graças ao acordo de facilidades entre os Estados Unidos e Panamá, os produtos importados chegam a custar até metade do preço se comparado ao Brasil.

Portanto tenha você sonhado ou não em comprar um body da Ralph Lauren, uma polo da Lacoste ou um vestido da Carter’s para que seu bebê seja o mais fashionista da pracinha, saiba que elas estão no Panamá – e chegam a custar modestos 15 ou 30 dólares.

Dizem por aí
Muito se fala da zona livre de comércio de Colon. A cerca de 80 quilômetros da cidade do Panamá, essa região do país possui um invejável centro de compras, onde é possível adquirir mercadorias sem impostos. No entanto, a maioria das lojas só vende por atacado. Por isso, só vale a pena ir se você estiver esperando quadrigêmeos!

Entre os shoppings propriamente ditos, os dois principais são Multiplaza e Albrook Mall. Gigantescos, lá Paul Frank, GAP e Tommy Hifilger dividem espaço com marcas mais acessíveis a exemplo da Mothercare – um paraíso de compras made in England que já recebeu até a visita da It Mãe Beyoncé em sua unidade britânica. Entre os mais populares, Metromall, Los Pueblos e El Dorado encabeçam a lista. Para visita-los, tenha em mente que estão localizados em bairros mais distantes do centro, vendem roupas mais básicas e melhor é ir bem low profile para não chamar atenção.

Por falar em onde e como ir, a cidade do Panamá é relativamente segura, o que permite que os visitantes passeiem com bastante tranquilidade de um lado para o outro. Difícil é a locomoção sem carro particular. Os taxis não possuem taxímetro. As cobranças são feitas de acordo com o destino e, por que não dizer, a cara de quem dá sinal. Uma vez dentro do veículo, não estranhe caso o motorista continue parando para pegar mais passageiros, algo normal por aqui. Se conseguir um taxi é complicado, ao menos eles são baratos. Uma corrida do aeroporto até o centro custa 30 dólares. Mas uma vez na cidade, você não pagará mais do que dez dólares para ir e vir dos principais pontos.

Moeda local: apesar da moeda nacional ser a Balboa, o dólar americano também circula no país. Ambos com a mesma cotação

O que saber: a cada compra é cobrado 7% de impostos sobre o valor total. Esse adicional é acrescido no caixa, por isso não se assuste com a conta. Também vale trocar suas notas de cem dólares o quanto antes, ou terá que apresentar documento de identidade a cada pagamento feito com elas

Aproveite para visitar o mar caribenho, a poucas horas de distância do centro da cidade e conhecer ilhas da redondeza como San Blas e Bocas de Toro

Não se esqueça de: reservar algumas horas para visitar o Canal do Panamá. No local em que estão as mais famosas eclusas há um museu e um restaurante estilo buffet

Onde ficar?

Os principais hotéis da cidade ficam na Calle 50 e na Avenida Balboa.

Onde comer?  

Calle Uruguay é uma rua bastante boêmia, com diferentes opções de restaurantes, bares e hamburguerias

Onde passear?

Não deixe de conhecer o Casco Antigo ou Casco Viejo, um centro histórico com casarões majestosos, cafeterias charmosas, hotéis e restaurantes imperdíveis

No Panamá tem também um duty free a céu aberto. A loja não é muito grande, mas os preços são competitivos e, você encontra um pouco de eletrônicos a perfumes e chocolates. Fica no Amador Causeway, um caminho asfaltado que une quatro ilhas e proporciona uma bela vista da cidade

Quando ir?

No Panamá é verão o ano inteiro. Durante os meses de maio a novembro costuma chover mais.

Como chegar?

Entre as principais companhias que operam no país estão Copa Airlines, com voos diretos das principais capitais brasileiras e Avianca, que vende voos com conexão rápida em Bogotá

Preço médio das passagens: de 500 a mil dólares por pessoa.

Um beijo e ótima viagem!

Monique

  • Monique dos Anjos

    Com diploma de jornalista e alma de cozinheira, a editora convidada de gastronomia do It Mãe passou a sentir a vida mais doce desde que se tornou mãe da Victoria.

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)