10 motivos para visitar o parque Beto Carrero World


Renata Sucena
por: Renata Sucena
Autora do blog Viagem em Detalhes e mãe do Gabriel

Eu estive recentemente no parque e gostei muito! Meu filho estava me pedindo para ir o Beto Carrero já fazia um tempo, porque vê na televisão o comercial. Quando falei que íamos, foi uma curtição só. Aproveitamos pra levar a vovó junto. Me surpreendeu pelo tamanho, pela organização, pela quantidade de atrações e de shows. E ver a felicidade do meu filho também não tem preço! A seguir, conto meus top 10 motivos para recomendar o parque:

BetoCarrero-34

Memorial do Beto Carreio, na área do Velho Oeste (Foto: Viagem em Detalhes)

1) Tem bom custo benefício

Hoje em dia com o dólar nas alturas, uma opção sempre boa para economizar é viajar dentro do Brasil. Não que os ingressos sejam super baratos, mas com certeza saiu muito mais em conta do que qualquer parque em Orlando.

Comprando as passagens com antecedência, é possível conseguir preços bem acessíveis. Eu comprei para as férias de julho e paguei por volta de R$200 saindo de São Paulo. As opções de hospedagem são muitas, agradam a vários gostos e bolsos. Enfim, é uma viagem que consegue ser ajustada e encaixada no orçamento de todo tipo de família.

Recomendo também adquirir os ingressos com antecedência, você pode comprar no próprio site do parque ou com agências de viagens que costumam oferecer pacotes já incluindo hospedagem e transfers. Verifique sempre os dias que o parque está aberto antes de fazer sua programação, pois em agosto, por exemplo, ele abre somente de quinta a domingo. Aproveite também as promoções, são várias durante o ano: em agosto os pais não pagam, em maio as mães não pagam, no dia do aniversário o ingresso também é cortesia (se o parque não abrir no dia é válido para o dia seguinte em que o parque funcionar).

2) A localização é de fácil acesso

O aeroporto mais perto do parque é o de Navegantes, saindo de São Paulo o vôo dura menos de 1 hora. O parque fica numa cidade chamada Penha, em Santa Catarina. É uma cidade bem pequena, mas tem muitas pousadas por lá, e ouvi falar muito bem de algumas. Ficar hospedado em Penha é umas das opções, a mais prática na verdade, porque nem carro você vai precisar, boa parte dos hotéis e pousadas tem transfer para o parque. É só se informar direitinho antes de reservar.

3) Aproveitar para conhecer os arredores

Nós ficamos hospedados em Balneário Camboriú. E alugamos um carro, o parque fica há uns 40 minutos de carro dessa cidade. Muita gente faz um roteiro incluindo também Balneário Camboriú, Blumenau, Florianópolis, Bombinhas… É uma opção ficar mais tempo e conhecer melhor a região. Depende de quantos dias você dispõe e de quanto quer gastar.

Nós aproveitamos para visitar também Balneário. Como fomos no inverno, optei por ficar só 4 dias, pois não seria a melhor estação pra aproveitar praia. Independentemente do seu roteiro, separe 2 dias inteiros para visitar o parque. Ele é muito grande, são muitas atrações, impossível fazer tudo em um dia. Mesmo que ele esteja vazio e você não pegue nenhuma fila.

Em Camboriú não perca o parque Unipraias, de lá você tem uma vista linda da Orla e ainda algumas atividades para as crianças.

BCW

Foto montagem no parque Unipraias 🙂 (Arquivo Pessoal)

4) Tem diversão garantida para crianças de todas as idades

O parque é enorme, como falei, são nove áreas temáticas. E com certeza agradará as crianças das mais variadas idades. Para os pequenos, menores de 4 anos, tem o Triplikland, com Roda-gigante, Carrossel, Xícaras-malucas, Barquinho que anda na água. Essa área ainda é decorada com a Lilica e o Tigor. Tem também o Raskapuska, a montanha russa Dum-Dum, teleférico, o trenzinho Dinomagic.

BetoCarrero-3

Esse é o Gabriel, na Roda Gigante (Foto: Viagem em Detalhes)

Para os maiorzinhos que tem até 1,10m de altura, também são muitas opções. A montanha russa do Tigor é radical para essa idade!!! Tem um simulador que é o Betinho Carrero 4D! Fez o maior sucesso.

Para os que já tem 1,20m as opções aumentam bastante. O meu filho tem 1,18m, mas ele aproveitou tanto que nem sentiu de não poder ir nas atrações com esse limite de altura. Algumas atrações para essa altura são o Barco Pirata, a Star Mountain, a Free Fall, a Tchibum! A Free Fall é daquelas que despencam…eu não vou nem amarrada. Aliás também não deixaria meu filho nem com 1,40m, mas para os pais mais radicais!! …risos…

BetoCarrero-24

Free Fall, essa eu passo longe. Mas vejam como o parque é arborizado! (Foto: Viagem em Detalhes)

Independentemente da altura, algumas atrações vão agradar a todas as idades, eu estava com a minha mãe que tem mais de 60 e ela foi junto com a gente na maioria.

5) Visitar um zoológico dentro do parque

São mais de 1000 animais, dentre eles girafas, elefantes, hipopótamos, leões, macacos. Eu tenho lá minha restrição com zoológicos, acho que os animais devem estar na natureza. Mas o habitat criado para eles me pareceu muito adequado, são bem espaçosos. Eu amo os felinos e os tigres e leões brancos pra mim foram o ponto alto!! Veja se não lindos demais!

BCW-10

Tigres em seu descanso vespertino (Foto: Viagem em Detalhes)

Além desses, fez sucesso com o Gabriel o serpentário, os jacarés, camaleão o mico leão dourado. Nessa área também tem o show da Monga, que não fomos pois achei que o meu pequeno poderia ficar assustado, mas pelo que li é um sucesso. É um show onde uma mulher se transforma em Gorila em tempo real — tinha isso no Playcenter, quem é dessa época?

Nessa área também tem o Adventure Kids, uma área para os pequenos brincarem com escorregadores, túneis, piscinas de bolinha. É pago a parte (R$20 pode brincar o dia todo), e pode ser uma opção para os pais relaxarem um pouquinho.

6) Passear pela área temática do filme Madagascar

Foi a minha preferida! Essa área não é muito grande, mas é uma graça! Os personagens do filme Madagascar são uma muito simpáticos, duvido que não vão te conquistar. Nessa área tem o Madagascar Crazy River Adventure. É uma corredeira que você desce num bote grande com mais seis pessoas. Recomendo ir com capa de chuva, ele molha um pouco. No inverno não é muito agradável ficar molhada. Gabriel gostou tanto que fomos 5 vezes, acho que dispensa mais comentários, né?

BCW-9

Madagascar Crazy River, todo ambientado com os personagens do filme (Foto: Viagem em Detalhes)

O Madagascar Circus Show, também foi o show que mais gostamos. Inspirado no filme Madagascar 3, Os Procurados. É uma mistura de circo e comédia, protagonizado pelos personagens do filme Alex o leão, a hipopótama Glória, os pinguins de Madagascar e o Rei Julien. Enquanto Alex e seus amigos tentam escapar do Controle de Animais fazendo uma grande confusão. São apresentados números de malabarismos e acrobacias com bicicletas. O show é muito bom! Fique atento ao horário, dependendo da época do ano ele acontece uma vez ao dia somente.

BCW-8

Teatro lotado para o show do Madagascar!! (Foto: Viagem em Detalhes)

7) Assistir ao show dos Velozes e Furiosos

É um show de carros. No começo eles passam um trecho do filme e fazem uma homenagem ao Paul Walker, ator da série que morreu em 2013. A história começa com uma perseguição em torno de um envelope misterioso. Depois entram os pilotos fazendo manobras radicais com os carros, motos e até um caminhão.

É impressionante a habilidade, em um momento escolhem uma pessoa da platéia para dar uma voltinha, bem que podia ter sido eu… Mas não foi, hehe.

BCW-7

Show Velozes e Furiosos (Foto: Viagem em Detalhes)

Existe a opção de assistir ao show, do restaurante, mas precisa reservar logo na entrada do parque pois são poucos lugares. Não tem como reservar com antecedência. Nós acabamos comendo um lanche por lá e fomos para a arquibancada assistir ao show. É bem grande. Adoramos!

BCW-5

Vista do restaurante para o show dos Velozes e Furiosos (Foto: Viagem em Detalhes)

8) Fazer uma refeição assistindo a um show medieval – Excalibur

Para quem conhece o Medieval Times, o show é inspirado nessa atração americana. São cavaleiros medievais que duelam pela espada do Rei Arthur, travando várias batalhas.

O público senta nas arquibancadas em torno de uma arena. Este é dividido em seis times identificados por cores que torcem pelos seus cavaleiros. A dinâmica é bem divertida. E o show até que é bem realista. A grande vantagem a meu ver em relação ao americano é que, sendo no Brasil, a história é narrada em português tornando bem mais fácil o entendimento pelas crianças.

BCW-15

Arena do Show Excalibur (Foto: Viagem em Detalhes)

A comida foi boa, um franguinho com legumes, batata frita e arroz. É gostoso, foi nossa melhor refeição do parque. Reservamos logo na entrada pra garantir a hora do almoço. Já que teríamos que parar para almoçar, aproveitamos em um dos dias e assistimos ao show. Na época em que estivemos por lá eram feitas três apresentações ao dia, duas no almoço e uma no jantar.

9) Encontrar os personagens favoritos das crianças

Essa parceria com a Dreamworks foi muito legal. Acho que deu vida ao parque. Não tem criança que não curta ver personagens. Apesar do meu não gostar de ficar na fila da foto, ele gosta de ver.

Lá você encontrará o Po, o ursinho do fime Kung-fu Panda. A turma toda do Madagascar, Alex, Glória, o Rei Julien e o Mort, que além de aparecerem no show, ficam diversas vezes ao dia disponíveis para tirar fotos.

Na Vila Germânica, quem aparece é o Shrek e sua turma: Fiona, Gato de Botas e o Biscoito. E na área radical no Portal da Escuridão aparece o Megamente.

BCW-14

A fila era grande para o Shrek. Foto: Viagem em Detalhes

Os horários e local das aparições estão sempre divulgados pelo parque, se informe na chegada.

10) Tem opções extras de lazer

Além de todas as atrações oferecidas pelo parque que já estão inclusas no passaporte, ele ainda oferece atrações opcionais que são pagas separadamente.

Tem uma pista de Kart, passeio de helicóptero, o Portal da escuridão, Super Carros, entre outros. Este último você tem a oportunidade de dirigir um Mustang, uma Ferrari ou uma Lamborghini, ou fazer um passeio na carona. Para os apaixonados por carro, pode ser uma oportunidade!

BCW-6

Lamborghini, apresentação dos Super Carros no Show dos Velozes (Foto: Viagem em Detalhes)

Enfim, o parque agrada a toda a família: são seis shows e muitas opções de atrações. Além de ser uma viagem que tem uma logística simples de ser organizada. Espero que curtam tanto como nós curtimos!

LOGO VED

  • Renata Sucena

    Administradora e mãe do Gabriel de 6 anos, trabalhou por 15 anos em marketing em instituições financeiras. Buscando unir duas de suas paixões, viagens e fotografia, criou o blog Viagem em Detalhes.

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)