Jericoacora com crianças: dunas, mar calmo e mais!


Daniela Folloni
por: Daniela Folloni
Jornalista fundadora e diretora de conteúdo do Portal It Mãe

 

Paula e o filho no bem bom da rede do hotel My Blue, em Jeri Paula e o filho Guilherme no bem bom da rede do hotel My Blue, em Jeri (foto: arquivo pessoal)

 

“Em Jeri (Jericoacoara, Ceará) nada é muito tradicional para as crianças e por isso mesmo é que a viagem se torna tão bacana”, conta Paula Bilenky, que viajou com a família em um roteiro especial para pais com crianças. Na época, seu filho Guilherme estava com 2 anos e o Gabriel, com 5. Paula acredita que quando as crianças experimentam algo novo, se aventuram em passeios que fogem dos triviais, gostam tanto que guardam as lembranças com um enorme carinho. Veja  por que a viagem foi tão legal:

“Viajamos em julho e o hotel escolhido foi o My Blue – na minha opinião, o melhor de Jeri. O hotel é pé na areia e o café da manhã conta com mesas e espreguiçadeiras em frente ao mar. Isso significa que enquanto você toma o seu café tranquilo, os filhos, que normalmente terminam antes, já podem ir brincando na areia e não ficam apressando. Os quartos são amplos e os banheiros idem, com boxes enormes, o que facilita muito na hora de entrar junto com o filho para o banho. Tem 2 piscinas que as crianças amam, além de 2 jacuzzis que também fizeram a alegria dos meus pequenos! O restaurante do hotel é delicioso e se os pequenos dormirem cedo demais dá para pedir um gostoso jantar na varanda. Também  há diversos restaurantes legais em Jerie  eu adoro sair do trivial bife com batata fruta e apresentar a eles uma comidinha mais praiana, a base de peixe, salada, arroz, pirão….eles adoraram! Anote estes nomes: Tamarindo, Espaço Aberto e Pizzabella, esse último serve pizza, mas tem parquinho com pula pula para crianças.

Gabriel escolhe o peixe! (foto: arquivo pessoal) Gabriel escolhe o peixe! (foto: arquivo pessoal)

 

Entre os passeios, nós fizemos passeio de buggy para a Lagoa do Paraíso, que é realmente um paraíso para as crianças por causa da água calma e transparente da lagoa. O lugar conta com infraestrutura de restaurante e sombreiros. Então, dá para passar o dia, caminhar as margens da lagoa, comer, hidratar as crianças com muita água, andar de jangada….. Fomos de buggy também para Tatajuba e, no caminho, há lagoas aonde é possível fazer esquibunda! Diversão garantida para o Gab que, com 5 anos, subiu e desceu duna até ficar exausto e também para o Gui, que com 2 anos descia na mesma tábua que eu ou junto com o pai. Como na volta ele subia no colo, também não queria mais parar!

Gui "dirigindo"o buggy (foto: arquivo pessoal) Gui “dirigindo”o buggy (foto: arquivo pessoal)

 

 

Gabriel dando um pulão na Lagoa do Paraíso (foto: arquivo pessoal) Gabriel dando um pulão na Lagoa do Paraíso (foto: arquivo pessoal)

 

 

Esquibunda. Mãe e filho se divertem juntos em Jeri (foto: arquivo pessoal) Esquibunda. Mãe e filho se divertem juntos em Jeri (foto: arquivo pessoal)

 

 

Para completar a diversão, todo final de tarde o programa é subir a duna e assistir ao pôr-do-sol. E como criança não aguenta ficar muito tempo parada, a brincadeira é ver quem consegue saltar mais longe do alto da duna! Na descida do pôr-do-sol em Jeri sempre acontece a roda de capoeira, e as crianças, de cavalinho no ombros dos pais, claro, adoram assistir! Além dos passeios e da roda de capoeira, eles gostaram muito das brincadeiras noturnas que rolam a noite na pracinha de Jeri. Lá, a criançada se encontra e brinca de pular corda, de esconde esconde… É onde gastam as últimas energias do dia antes de dormirem feito anjinhos!

O pôr-do-sol em Jeri é impedível (foto: Paula Bilenky) Em Jeri, o sol se põe no mar… lindo, imperdível (foto: Paula Bilenky)

 

 

No alto da duna, esperando o sol ir embora (foto: arquivo pessoal) No alto da duna, pai e filhos esperando o sol ir embora (foto: arquivo pessoal)

 

 

Eu gostei muito de levar as crianças para Jeri, pois além de ser totalmente o perfil da minha família, é o tipo de viagem que você fica junto em tempo integral (diferente dos resorts aonde seus filhos ficam com monitores) e as descobertas que as crianças fazem numa viagem deste tipo são emocionantes. É gostoso demais poder estar junto, vivenciar junto.”

Brincadeira em família no mar calminho... não tem preço! (foto: arquivo pessoal) Brincadeira em família no mar calminho… não tem preço! (foto: arquivo pessoal)

 

 

Gostou? Saiba mais aqui sobre os pacotes especiais criados pela operadora Venturas com It Mãe!

 

  • Daniela Folloni

    Jornalista, mãe de Isabela e Felipe, trabalhou nas revistas Vogue, Cosmopolitan e Claudia. Acredita que toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)