Quer ser exemplo para seu filho? Comece cuidando de si mesma!


Daniela Folloni
por: Daniela Folloni
Jornalista fundadora e diretora de conteúdo do Portal It Mãe

 

Se livrar de um ideal materno impossível e ser apenas uma mãe suficientemente boa é o primeiro passo. Os filhos também serão mais felizes se você estiver feliz, plena e equilibrada, porque você está de bem com a vida e vai passar isso para eles (foto: 123 TRF)

Como ser mais feliz, mais realizada e um ótimo exemplo para os filhos? Bati um papo com Carmen Cerqueira César, psicóloga clínica e ela me contou seu ponto de vista baseado em sua experiência de 30 anos trabalhando com psicoterapia psicanalítica e atendendo em seu consultório adultos, casais e famílias. Carmen avalia que é preciso começar cuidando de si mesma, se colocando em primeiro plano e estabelecendo limites para o ideal de mãe. Confira a entrevista completa, que faz parte da nossa campanha #maesfelizes e inspire-se para fazer as suas resoluções para 2019!

 

Dani Folloni Por que as mães estão sempre assumindo mais responsabilidades?

Carmen Cerqueira César Parece que o lugar de mãe, como é definido de forma idealizada pela cultura, tem a ver com amor sem limites, abnegação total, entrega total de si mesma aos filhos. Algo que tem a ver com um ideal impossível. Algo que ultrapassa os limites do que é razoável e sustentável. Não é possível, para mulher nenhuma no mundo, se manter nesse lugar idealizado. E porque elas querem sempre fazer mais e melhor para os filhos, assumem cada vez mais e mais responsabilidades, muitas vezes sem estabelecer os limites adequados.

 

Dani Folloni Por que as mães tendem a se deixar em último plano?

Carmen Cerqueira César Muitas vezes elas têm medo de parecerem egoístas ou mães não suficientemente boas por conta dessa ideia tão difundida e ao mesmo tempo tão equivocada de que a entrega materna tem que ser absoluta. Uma coisa é você se responsabilizar e amar muito aquela criaturinha que colocou no mundo. Outra é deixar de existir em função disso. Ser mãe é só um dos lugares que a mulher ocupa. Importante, é claro! Mas um dos lugares. Ela tem que considerar isso para esse papel ser sustentável.

 

Dani Folloni Como perceber que a mulher está chegando ao limite dos stress?

Carmen Cerqueira César Quando as tais responsabilidades maternas assumirem proporções tão grandes que transbordam, excedem. Com certeza, nesse ponto muitas mulheres mais cedo ou mais tarde vão desenvolver quadros depressivos por conta de um esgotamento físico e emocional e da anulação de si mesmas. Quando a mulher se anula tal ponto que esquece de suas outras existências também muito necessárias para sua sustentabilidade emocional, e que incluem o profissional, o social, sua vida afetiva e sexual, o cuidado do corpo e da alma, quando ela começa a se sentir deprimida, sem ânimo, sem paciência, extremamente irritada… Tudo isso é sinal de que já passou há muito dos limites possíveis no exercício daquilo que ela chama amor.

 

 

Dani Folloni Como resgatar o auto-cuidado e olhar para as próprias necessidades?

Carmen Cerqueira César Em primeiro lugar, tomando consciência de que precisa corrigir o rumo, que precisa se reorganizar. Como assim? De várias maneiras. Seja procurando uma terapia para descobrir o que a levou tomar esse lugar, seja delegando funções e responsabilidades, reorganizando o cotidiano com o marido, companheiro, familiares, funcionários da casa, enfim. Infelizmente, vejo que, muitas vezes, a mulher precisa adoecer para perceber que está exagerando.

 

Dani Folloni Aqui no It Mãe a gente acredita que a mãe que cuida da mente, das emoções, da alma, do corpo, ela vai cuidar melhor dos filhos. Qual a sua visão sobre isso?

Carmen Cerqueira César Eu concordo plenamente e vou te dizer por quê. A mãe feliz, realizada e plena em sua vida, capaz de vivenciar os vários aspectos da sua existência, é equilibrada e transmite esse equilíbrio e harmonia interior para os seus filhos. Eles também serão mais felizes se ela estiver feliz, porque ela está de bem com a vida e vai passar isso para eles. Se ela viver as próprias emoções plenamente, eles também o farão. No futuro, ela não vai entregar a conta das suas frustrações para seus filhos. Essa mãe tem saúde física e emocional, porque se ama e se cuida, se conhece e aprendeu a lidar consigo mesma e com os outros. É a mulher que se organiza e faz o que pode, da melhor maneira possível, mas dentro de determinados limites. E, olha, ela será um ótimo exemplo para seus filhos.

  • Daniela Folloni

    Jornalista, mãe de Isabela e Felipe, trabalhou nas revistas Vogue, Cosmopolitan e Claudia. Acredita que toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono

Data da postagem: 19 de dezembro de 2018

Tags: , , , , , , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)