Ovários policísticos podem atrapalhar os planos de engravidar?


Fernanda Coimbra Miysato
por: Fernanda Coimbra Miysato
Ginecologista, especialista em fertilidade na clínica Fertilizavitta, em São Paulo.

Existem medicamentos e tratamentos para que mulheres com ovários policísticos consigam engravidar. E a maioria tem resultados positivos (foto: 123TRF)

 

Sim, a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) pode impedir que a mulher ovule, ou seja, apresente anovulação. E sem ovular não é possível engravidar. De 7 a 10% das mulheres em idade reprodutiva passam por esse problema. Isso representa cerca de 30% dos casos de infertilidade conjugal.

Mas, afinal, o que é essa síndrome? Se trata de uma desordem que, geralmente, se inicia na puberdade e é progressiva, causando um desequilíbrio hormonal, com o aparecimento de múltiplos pequenos cistos no ovário. Nessas mulheres, ocorre um aumento dos hormônios androgênicos (testosterona) pelo ovário, com alteração consequentemente na produção dos hormônios FSH e LH, responsáveis pela ovulação, tornando os ciclos menstruais irregulares. A testosterona age no LH e FSH e, consequentemente, na liberação de óvulos e também na qualidade dos óvulos. Essa liberação pode diminuir ou simplesmente parar, causando ciclos irregulares ou ausência total da menstruação. Sem os óvulos, ocorre a dificuldade para engravidar.

É comum que as pacientes que apresentam ovários policísticos apresentem obesidade, doenças cardiovasculares e diabetes. Além disso, é comum a presença de outros sinais como aumento dos pêlos, aumento da oleosidade na pele e acne e queda de cabelos.

O tratamento da (SOP) depende de qual é o objetivo da mulher: tratar os sintomas ou engravidar. No caso em que ocorre infertilidade, é necessário o especialista em reprodução humana. Após corrigir o distúrbio, é possível engravidar naturalmente. Em alguns casos, pode haver necessidade de medicação para estimular a ovulação, ou de um tratamento mais complexo se houver infertilidade conjugal. A maioria das mulheres responde bem ao tratamento e consegue engravidar.

O tratamento ginecológico baseia-se no uso de anticoncepcionais hormonais como pílulas, pois auxiliam na diminuição do hormônio masculino. Para controlar os sintomas da SOP é importante manter uma dieta saudável, especialmente quando a paciente apresenta aumento do peso e também praticar exercícios físicos.

Até a próxima,

Dra Fernanda

 

PS: Todo mês, respondo suas dúvidas a respeito dos desafios para engravidar aqui neste canal. Mande sua pergunta para contato@itmae.com.br que ela poderá ser respondida aqui

 

  • Fernanda Coimbra Miysato

    Ginecologista, especialista em fertilidade na clínica Fertilizavitta, em São Paulo. Ela responde suas dúvidas sobre esse assunto no canal Saúde de Mãe

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)