Mãe de primeira viagem: o que não te contaram sobre a maternidade

Vida de mãe não é fácil. Principalmente quando você é mãe de primeira viagem e descobre tudo o que muda depois que tem um filho. Neste post você vai saber como lidar com todas essas mudanças


Aline Cestaroli
por: Aline Cestaroli
Psicóloga Infantil, Coach de Pais e Educadora Parental em Disciplina Positiva

A vida de mãe traz mudanças avassaladoras para toda mulher e, como toda mudança, não é fácil. Se você é mãe de primeira viagem, deve estar sentindo isso  (foto: 123 TRF)

O que não te contaram sobre a vida de mãe? Quando a gente é mãe de primeira viagem, é comum, sse sentir assim: “Depois que me tornei mãe, não me reconheço mais. Depois que meu filho nasceu, minhas prioridades mudaram, minha visão de mundo mudou. Tudo o que eu acreditava ser o certo, já não me parece mais o correto. Já não valorizo mais as mesmas coisas de antes. Sinto que nada será como antes. Me sinto perdida. Preciso me encontrar após a maternidade. Não achei que fosse tão difícil”.

Quem nunca se sentiu assim?

Expectativa X Realidade da vida de mãe

Provavelmente, quando soube que se tornaria mãe, você idealizou os ganhos, imaginou o amor que sentiria e a felicidade que habitaria seu coração. Já tinha ouvido falar dos desafios que teria, das privações de sono, do bico do peito rachado, das modificações no corpo, mas certamente nunca te contaram sobre a maior de todas as mudanças! Tudo o que você imaginou não chegou nem perto da realidade. Toda mãe de primeira viagem passa por isso.

A maternidade, com certeza, traz mudanças avassaladoras na vida de toda mulher e, como toda mudança, no início você sente a sua identidade ameaçada, há uma sensação de caos e desordem. Você passa a se preocupar com coisas que nem imaginava antes. De repente, segurança e estabilidade se tornam primordiais e já pouco importa a roupa que você está vestindo ou se lavou o cabelo hoje. Seu filho vem em primeiro lugar e todas as suas ações são voltadas para proporcionar a ele o máximo de conforto e bem estar. (Até o seu conceito de sucesso muda!)

 

Como você está sentindo hoje?

Talvez você como mãe de primeira viagem esteja diante deste cenário neste exato momento. Talvez esteja vivendo o maior desafio da sua vida e se sinta desnorteada porque tudo o que considerava certo, normal e bom se transformou no oposto. E o que eu quero te dizer é que isso é muito bom, aproveite este momento. Justamente por se sentir perdida e por não se reconhecer mais é que você tem a oportunidade de olhar para si, de sair do automático, do “deixar a vida te levar”, para assumir uma maternidade mais consciente, quebrar padrões e crenças limitantes que traz de outras gerações, rever seus valores e sua concepção de mundo.

Só que não é fácil abrir mão de valores que te sustentaram até aqui. Você se sentirá desorientada, terá a sensação de não saber mais o que é certo e o que é errado. Tentará negar o novo. Por isso é tão normal você não se reconhecer mais depois de se tornar mãe. É doloroso. É sofrido. Mas é necessário. A dor faz parte do processo de mudança. É importante senti-la. Você tem a possibilidade de encarar toda essa transformação materna como uma oportunidade de crescimento e evolução (e você vai ver que a maternidade é inclusive uma ótima escola de liderança!). Ao se permitir olhar para suas angústias, medos, aflições e incertezas você perceberá que suas imperfeições são ferramentas valiosas para a mudança.

É muito importante definir os seus valores

Você tem os seus valores pessoais. Todas nós temos. No decorrer da vida buscamos viver de acordo com tais valores, mesmo quando não temos muita clareza sobre quais são. Seus valores governam suas decisões, ou seja, você faz escolhas baseada no que considera importante para você.

Dentro de uma família é importante que os pais alinhem seus valores para que possam convergir na educação dos filhos. Porém, não quero dizer que marido e mulher precisam ser iguais, até por que é na diferença que temos a possibilidade de crescer e evoluir, mas é preciso que haja um compartilhamento desses valores. É esse alinhamento que sustenta uma família saudável, promovendo um funcionamento otimizado, onde todos caminham na mesma direção.

Ter consciência dos seus valores também te ajudará a assumir a responsabilidade pelas situações que vivencia e minimizar o sentimento de culpa, principalmente pelas situações que você não tem o controle. A clareza dos seus valores te ajudará a negociar melhor as decisões futuras, inclusive na hora de impor limites ao seu filho. Identificar seus valores te ajudará a dizer NÃO para aquilo que não é importante, ou seja, fazer escolhas mais conscientes.

  • Quais são os valores que governam sua vida?
  • O que é mais importante para você?
  • Quais valores você quer transmitir aos seus filhos?
  • No que vale a pena acreditar?

Reflita sobre essas questões. Afinal, as respostas sobre o que não te contaram sobre a maternidade estão dentro de você!

Com carinho,

Aline Cestaroli

Aqui tem algumas indicações de filmes que falam sobre ser mãe na real!

 

  • Aline Cestaroli

    Psicóloga Infantil, Coach de Pais e Educadora Parental em Disciplina Positiva. Tem como missão ajudar os pais a desenvolverem suas habilidades parentais, para que possam semear nos filhos competências necessárias para a construção de uma vida feliz.

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)