Papo de menino


Adriana Garcia
por: Adriana Garcia

 

Meninos e seu mundo de fantasias perigosas (ilustração: André, filho da Adriana)

Você que tem meninos como eu, certamente já parou para pensar no dia em que eles tiverem 18 anos e terão de se alistar no exército. Pensei nisso quando estávamos num táxi a caminho do hotel em Vitória, no Espírito Santo, onde fomos passar as férias. Foi no mesmo dia da noite da luta do campeão Anderson Silva no UFC. Mãe tem  o dom de sofrer por antecipação! Já fiquei pensando que jamais vou querer ver meus filhos participando de um combate ou uma missão que coloque a vida deles em perigo.

No percurso do hotel, os meninos ouviram os comentários do taxista e do meu marido sobre a luta do Anderson e também as histórias do tempo que tinham servido o exército. O taxista comentou que havia servido exército no Belém do Pará em Marabá. Participava de missões que envolviam o cadastramento de índios e distribuição de remédios nas aldeias. E missões ligada ao combate de drogas na fronteira do Brasil com a Colômbia junto com soldados colombianos.Meu marido contou que havia servido as Forças Armadas, onde desenvolviam estratégias de combate e estudava e aprendeu sobre disciplina. Os meninos ouviam tudo atentos e o envolvimento aumentou quando, meu marido começou a contar as episódios que envolviam ação e perigo nos treinamentos militares. Ele dormiu molhado e sujo de barro. E sofreu punições do tipo ter de mergulhar  de madrugada no lago gelado. Os meninos riram do pai e, ao mesmo tempo, o consideraram um herói.

Sei que eles se sentem atraídos por esse mundo em que testam sua força, são desafiados a até precisam ser violentos. Coisas de meninos mesmo. E é difícil proibir. Eles adoram os jogos de videogame tipo Call of Duty e as brincadeiras com as Armas Nerf. Eu abomino, mas, quando os proíbo, eles jogam na casa dos amigos. Também vão ao paint ball. Meu marido diz que não é só atirar, tem que pensar em estratégia, mexe com adrenalina e e um desafio para eles. Queria que ficassem mesmo fora dessas brincadeiras que incitam a violência, mas é difícil proibir.  Pelo menos, nessa conversa, conseguimos foi mostrar aos meninos um jeito positivo de lutar, com disciplina, obediência e persistência para alcançar os objetivos. 

 

Um beijo,

Adriana

  • Adriana Garcia

    Desde que André e Renan nasceram, fez da maternidade sua profissão. Conta tooodas as suas dicas no canal Mãe Profissional

Data da postagem: 25 de julho de 2012

Tags: , , , , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)