Sexagem fetal: entenda como é o exame para saber o sexo do bebê

Menino ou menina? Para saber antes do ultrassom, você pode fazer esse exame de sangue que tem 99% de índice de acerto


Marcela de Mingo
por: Marcela de Mingo
Jornalista do team It Mãe
sexagem fetal

Menino ou menina? Se você está ansiosa para saber o sexo do seu bebê e não vai aguentar esperar até ser possível identificar pelo ultrassom… Pode fazer o exame de sexagem fetal. O nome é mais complicado do que a realidade – na verdade, esse não passa da nomenclatura oficial para o exame que determina o sexo do bebê durante a gravidez. 

sexagem fetal

Foto: Suhyeon Choi / Unsplash

Segundo o Dr. Javier Miguelez, ginecologista e obstetra da Medicina Fetal do Grupo Fleury, a sexagem fetal é “um teste que determina precocemente o gênero do feto por meio do estudo de fragmentos de DNA fetal presentes na circulação materna”.

Para entender melhor sobre o assunto, respondermos as principais perguntas a respeito do tema abaixo: 

Como funciona a sexagem fetal? 

Simples: durante a gestação, é comum células fetais (isto é, células do feto) ou o próprio DNA fetal isolado caírem na corrente sanguínea da mãe. Por conta da presença dessas informações, com uma pequena coleta de sangue é possível determinar se o bebê é menino ou menina. 

A ideia é descobrir se esse DNA fetal possui sequências do cromossomo Y, presente apenas no sexo masculino. Detectá-lo no teste indica que o bebê será um menino, enquanto a sua ausência, por exclusão, indica que o feto é menina. 

Uma boa notícia é que esse é um exame bastante simples e que não exige nenhum tipo de preparação prévia, como horas de jejum. 

Com quantas semanas é possível fazer o exame de sexagem fetal? 

“A sexagem fetal pode ser realizada a partir de 8 semanas e 0 dias, quando a sensibilidade e a especificidade são maiores e o índice de acerto supera os 99%. O teste permite antecipar o conhecimento do sexo do feto em, pelo menos, um mês em relação à ultrassonografia”, explica o Dr. Javier.

Isso significa que, além de ser bastante preciso, esse exame não é invasivo, como a aminiocentese, e pode ser feito muito antes do ultrassom, de forma que você descobre antecipadamente o sexo do bebê. 

Sexagem fetal errada: é possível? 

Pode acontecer de o exame não determinar o sexo preciso? Em alguns casos, o médico ginecologista explica que, sim, o exame pode dar um resultado incorreto: “Se no início da gestação havia mais de um saco gestacional – um de menino e outro de menina – e só um (o de menina) foi para frente. Isso pode acontecer se o resultado da sexagem for masculino. O pode estará refletindo o sexo do bebê do bebê que parou de evoluir em vez do que está evoluindo”.

Como funciona a sexagem fetal de gêmeos? 

“No caso do teste feito a partir da coleta de sangue, a presença do SRY (gene responsável pela determinação do sexo no homem e que normalmente é encontrado no cromossomo Y) indica que pelo menos um dos bebês é do sexo masculino. A certeza do resultado do exame, em caso de gestação gemelar, só é possível quando o resultado demonstra a ausência desse gene, indicando que ambos os bebês são do sexo feminino”, explica o Dr. Javier. 

 

 

  • Marcela de Mingo

    Eu escrevo e tomo chá. Um resumo simples, porém preciso, de uma jornalista que escreve para a internet desde que tudo isso era mato e sobre todo assunto que, de alguma forma, desperta a sua paixão.

Data da postagem: 22 de julho de 2019

Tags:

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)