Cuidados necessários para montar o quarto do bebê


Redação It Mãe
por: Redação It Mãe

O trocador precisa ter as roupinhas e os itens de higiene à mão. Vale investir numa boa cômoda que cumpra essa função – a vantagem é que ela continua sendo útil quando a criança crescer (foto: J. Vilhora)

Certamente você já está com muitas referências para a decoração do quartinho do baby que está chegando – aqui mesmo no It Mãe tem um monte de projetos inspiradores! Mas além da beleza e fofura, há muito detalhes que é preciso considerar: da escolha dos móveis ideais aos cuidados com a segurança.

Para ajudar você nisso, pedimos orientações para a arquiteta Daniele Cortez e a designer de interiores Natália Meyer, do escritório MeyerCortez Arquitetura & Design, que assinam os espaços família de shoppings como o Higienópolis, SP Market e Cidade Jardim e diversos projetos de quarto de bebê. “O quarto do bebê, além de ser bonito, precisa ser também prático, acolhedor e seguro e isso é levado muito a sério por nós”, conta Natália, que no momento está grávida. Veja as dicas da dupla:

1- Invista em móveis de longa duração A melhor economia não é comprar móveis necessariamente baratos, mas de qualidade e com potencial para serem usados por mais tempo, indo além da primeira infância. Ao fazer esta opção, a vantagem virá a longo prazo, pois não será necessário investir em mobiliário novo nos anos seguintes. Pense, por exemplo, em um berço que se transforme minicama. Móveis de madeira em tons neutros, como branco, bege ou madeira natural também se adaptam facilmente à decoração de ambientes de crianças maiores.

2- Lembre-se do mais importante: a segurança Tudo o que for comprar precisa estar certificado e seguir as regras de segurança. Além disso, o trocador, por exemplo, deve estar em uma altura que o adulto não tenha que se abaixar para cuidar do bebê. É importante também que ele tenha espaço para as roupinhas e os itens de higiene, assim não há necessidade alguma de se afastar do bebê durante a troca. O berço precisa ser escolhido com a máxima atenção: grades devem ter um espaço de seis centímetros entre elas para que a criança não corra o risco de prender as mãos e os pés entre os vãos. O colchão deve ter a espessura de – no máximo – 12 centímetros e densidade D18. Tanto a pintura quanto o verniz devem ser feitos com material absolutamente atóxico. Por fim, as bordas e partes salientes que qualquer móvel devem ser arredondadas ou chanfradas.

3- Escolha o piso mais funcional Uma boa madeira, além de fácil de limpar, é ideal por deixar o ambiente mais aquecido nos dias frios.

4- Tenha uma boa cômoda Ao lado do berço ela é um dos principais móveis do quarto do bebê, pois pode ser usada para guardar roupas, acessórios variados e ainda servir de apoio para o trocador.

5- Customize algum item Vale fazer um enfeite de origami, bandeirinhas, decorar a bandeja dos itens de higiene. Além de dar um toque original ao quarto, essa pode ser uma atividade lúdica e, sem dúvida, uma peça feita pelos pais é um ato de carinho. 

 

 

  • Redação It Mãe

    Nossa equipe está sempre super antenada produzindo o melhor conteúdo para as mães. Tem alguma sugestão? Mande para contato@itmae.com.br

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)