Um jeito fácil de brincar em inglês com seu filho


Daniela Folloni
por: Daniela Folloni
Jornalista fundadora e diretora de conteúdo do Portal It Mãe

 Com o UNO, você pode explorar um vocabulário imenso de perguntas e respostas que nem imagina, mantendo diálogos em inglês com seu filho (foto: divulgação)

Criar um momento de conexão em família e… ainda praticar inglês de um jeito divertido. Gostou da ideia? Ally de Vitto, professora, fundadora e diretora da escola de inglês Fun House, ensina como fazer isso. O jogo que ela indica é o UNO. Sim, um jogo bem simples e que nem precisa ser importado. “Com este simples jogo você pode explorar um vocabulário imenso de perguntas e respostas que nem imagina, mantendo diálogos em inglês”, garante. “Os professores da Fun House usam muito este jogo com as crianças mais velhas como um Warm-Up – um ‘esquenta’ – para ajudá-las a já se aquecerem para as próximas atividades – ajuda a quebrar a timidez e, muitas vezes, melhora aquela ‘preguicinha’ do início da aula. Já para os alunos mais novos, é o momento de aprender as cores e a praticar a conversação e diálogos simples em inglês”, conta Ally. Siga as instruções dela and… have fun!

1- Primeiro leia as regras do jogo para saber como se brinca. No início do jogo, ao distribuir as sete cartas para cada jogador, já comece falando em inglês: “Seven cards for you, and seven cards for me” (sempre fazendo a demonstração com as mãos). Se estiver brincando com crianças que estão aprendendo a contar em inglês, conte as cartas uma a uma: one, two, three… Geralmente a criança irá acompanhar você na contagem.

2- Em vez de você apenas comprar ou descartar a carta que for ou não da mesma cor, comece exatamente aí as perguntas em inglês. Por exemplo: Começou o jogo e a primeira carta que está na pilha do descarte terá uma cor e um número. Vamos supor que este número seja o quatro (4) e a cor da carta seja a vermelha. Pergunte à criança: “Do you have the number 4, or the red color?” A criança deverá jogar uma carta que tenha o mesmo número (no caso aqui o 4) ou a mesma cor (no caso aqui o vermelho). Se a criança tiver, ela deve responder: “Yes, I do”. Ou talvez ela
responda: “I have four” ou “I have the number 4” ou “I have the red color# . Não se preocupe com a estrutura correta da frase agora, o importante é a criança tentar responder em inglês. Ou talvez ela ainda não responda em inglês – ainda prefira responder na língua materna (o que é perfeitamente normal), mas entendeu a sua pergunta, pois a reação à
resposta no jogo foi correta e ela descartou a carta certa.

3- Vice-Versa agora: Se a criança jogar uma carta e perguntar em português para você: Você tem o número sete, ou a cor azul? Você deve responder em Inglês: “Yes, I do. I have the number seven”. Ou, “I have both (color and number)”. Se você não tiver nenhuma carta, responda: “Oh no! I don’t have! I have to draw a new card!” (ahhh, não! Eu não tenho. Tenho que pegar uma nova carta). E faça a ação de sacar/comprar uma nova carta do topo da pilha.

Neste simples jogo você estará explorando o tempo todo as cores, os números, perguntas como ‘Do you have’…? e respostas ‘Yes, I do…’ – ‘No, I don’t…’- ‘It’s your turn!’ (é a sua vez) – ‘It’s my turn!’ (é a minha vez) – ‘Draw a card’ (pegue uma carta) etc. Além de muitos outros diálogos!!!

Dicas importantes:

  • Não Traduza!!!
  • Não diga que amarelo é yellow!!
  • Fale frases completas em inglês.
  • Não misture inglês com português.
  • Aja naturalmente!

“Não force a criança a falar ou responder inglês no meio do jogo, caso contrário, a brincadeira deixará de ser divertida entre vocês para se tornar uma tarefa chata”, lembra a professora. E se a criança quiser falar só em português? Tudo bem. “Você tentou, fez sua parte. Aos poucos a intimidade da língua inglesa entre vocês vai acontecendo com
naturalidade. O importante é a criança perceber que você também se interessa pelas brincadeiras em inglês e que sabe muitas palavras (talvez seja até fluente!). Os pais são os melhores influenciadores dos filhos”, acredita Ally.

  • Daniela Folloni

    Jornalista, mãe de Isabela e Felipe, trabalhou nas revistas Vogue, Cosmopolitan e Claudia. Acredita que toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono

Data da postagem: 14 de junho de 2018

Tags: , , , , , , , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)