Trocar beijos e abraços na frente do filho faz bem à saúde dele, mostra pesquisa


Malu Echeverria
por: Malu Echeverria

casal_beijo_crianças

Crescer onde há demonstrações de afeto entre os pais só faz bem (Foto: 123RF)

Pertencer a uma família baseada em amor e respeito mútuo aumenta as chances da criança se tornar um adulto feliz e emocionalmente estável, isso não é exatamente novidade. No entanto, uma pesquisa recente feita pela Universidade Estadual de Wayne, nos EUA, mostrou que os benefícios vão além. Quando os pais trocam beijos e abraços na frente dos pequenos, influenciam também a saúde física dos mesmos. A conclusão foi baseada ao analisar um grupo de 80 crianças de 10 a 17 anos com asma ao longo de quatro dias. Nesse período, elas tinha de relatar em um diário seu humor, sintomas da doença e a maneira que viam os pais se relacionar entre si. Aquelas que presenciaram mais cenas de afeto apresentaram menos sintomas da doença e melhora no funcionamento pulmonar ao final da avaliação. O que não surpreende, uma vez que a asma é uma doença psicossomática, ou seja, também pode ser desencadeada por fatores emocionais. “Os pais deveriam estar cientes de que as crianças respondem emocionalmente não apenas a interação direta que têm com elas, como também àquelas que mantêm entre eles (o casal)”, afirma Samuele Zilioli, co-autor da pesquisa. “O que, por sua vez, pode afetar a saúde delas”, completou. Então, já sabe, beije sem moderação!

  • Malu Echeverria

    Jornalista, mãe do Gael e redatora-chefe do It Mãe. Para ela, é essencial colocar a máscara de oxigênio primeiro na gente, depois na criança

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)