A entrada na escola pode estimular seu filho a falar?


Patrícia Junqueira
por: Patrícia Junqueira

O ambiente escolar não possui “intérpretes” para a criança, o que pode ser um facilitador na hora de aprender a falar (Foto: 123RF)

O desenvolvimento da criança na infância é único e cheio de etapas a serem vencidas! Diante de tantos aprendizados, um é particularmente especial. Ao começar a emitir os primeiros sons, as primeiras palavras com intenção comunicativa, o pequeno ser começa a interagir de modo diferente com as pessoas que o rodeiam e, aos poucos, é capaz de manifestar oralmente suas vontades.

Por volta dos 2 anos, 2 anos e meio, muitas criança já são capazes de se expresar verbalmente seus desejos e se comunicar oralmente com o mundo a sua volta. Para algumas, o desenvolvimento da fala pode ser mais demorado – e muitas famílias se preocupam. Quase como um “senso comum”, de especialistas na área de educação e saúde infantil, até “leigos” no assunto, orientam que a criança comece a frequentar a escola. Acreditam que a entrada no ambiente escolar poderá ser um facilitador nesse processo de desenvolvimento da fala e consequentemente da linguagem da criança. Por isso resolvi aprofundar um pouco mais essa possível vantagem.

Aspectos em que a escola pode contribuir

1) Ambiente Social em Expansão

Quando a criança é inserida em ambiente escolar, ela começa a ampliar seu universo, de fato. Relaciona-se com outras crianças da mesma faixa etária e com novos adultos. Assim, exposta a novos desafios ajustados a sua faixa etária, pode se sentir motivada a se comunicar oralmente.

2) Múltiplos Estímulos

Na escola, a criança recebe estímulos variados que podem favorecer o desenvolvimento da sua linguagem oral. Ouvir histórias e música, participar de roda de conversa, brincar de faz de conta e cantar, por exemplo, podem ampliar o vocabulário do pequeno e, com isso, propiciar maior segurança para que ela comece a falar.

3) Motivação

A criança necessita de motivação para falar. Sendo assim, o ambiente familiar pode não ser motivador, por exemplo, quando os adultos facilitam e interpretam os desejos dela, mesmo antes que ela tente usar algum som para se expressar.

Em resumo, de modo geral, o ambiente escolar pode, sim, ser um ambiente motivador e de encorajamento para muitas crianças se expressarem oralmente. Isso porque a escola cria “experiências diretas” nas quais a criança é instigada a falar o que quer. Não há “interpretes” como em muitos ambientes familiares e, sim, “facilitadores” de uma comunicação oral. Mas lembre-se: cada criança é única e possui potenciais e desafios com relação a sua fala e desenvolvimento da linguagem. Em alguns casos, a entrada na escola não é suficiente para que ela amplie seu vocabulário ou mesmo desenvolva sua linguagem oral.

Pois a entrada da escola, é claro, não é o suficiente. Em alguns casos, talvez existam alterações em dos alguns pré-requisitos necessários à fala. Como por exemplo: a audição da criança, a integridade dos seus órgão da fala (lábios, língua, bochechas, etc) para produzir os sons, a habilidade social para interagir com outras crianças, além de aspectos cognitivos e emocionais que garantem a compreensão e a possibilidade de se expressar e se comunicar com coerência e eficiência.

Nesses casos, além do ambiente escolar, ela vai precisar de uma ajuda extra para superar os desafios que impactam sua comunicação. Orientação e intervenção de profissionais (médicos,fonoaudiólogos,psicólogos,audiologistas, etc), de acordo as necessidades dela, podem ser necessárias e benéficas para um maior aproveitamento da criança na escola. Portanto, a entrada no universo escolar representa inúmeras vantagens no que diz respeito ao desenvolvimento integral da criança, incluindo a fala. Na dúvida, entretanto, busque ajuda profissional.

  • Patrícia Junqueira

    Fonoaudióloga há 25 anos e Doutora em Distúrbios da Comunicação Humana pela Unifesp. Mãe do Felipe e do Tiago, ela idealizou e criou o Instituto de Desenvolvimento Infantil para atuar e divulgar seu olhar integrado para o desenvolvimento e necessidades fonoaudiológicas de bebês e crianças

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)