O que o seu filho aprende ao viajar


Liana Mazer
por: Liana Mazer

criança viagem buenos aires

Alice e André, em frente a um mural, em Buenos Aires (foto: Liana Mazer)

Que viajar é muito bom a gente sabe, mas sempre me surpreendo com a diferença que mesmo poucos dias fora de casa e da rotina podem fazer. Descobrimos novas habilidades, novos interesses, novas ideias, novos sabores e até novas maneiras de fazer as coisas de sempre. E se isso vale para os adultos, imagina para as crianças…

Quando fomos para Buenos Aires, ficou evidente para mim o quanto elas aprendem em uma viagem. Assuntos que talvez passem batido na escola ou sejam chatos, em uma viagem se tornam interessantes e acabam sendo retidos naturalmente. E isso acontece o tempo todo! Antes de pegar o avião, meus filhos Alice e André já estavam fazendo perguntas sobre como sabemos quando acaba um país e começa outro, se a Argentina era grande, se era longe… No guichê da Polícia Federal, conversamos sobre vistos e permissão para entrar nos países. Já na banca do aeroporto, Alice descobriu que muitos personagens de desenhos animados têm nomes diferentes lá. Por exemplo: eles chamam a Cinderela de Cenicienta! Ao trocarmos dinheiro na casa de câmbio, ficaram sabendo que o nosso dinheiro vale mais que peso e menos que o dólar.

As novidades continuaram no dia seguinte, claro. No café da manhã, saíram do rotineiro pão com manteiga e comeram medialunas, “para fazer como as pessoas de Buenos Aires”. E nos parquinhos da cidade, veio o desafio e a alegria de fazer amizade em outra língua, aprendendo brincadeiras diferentes e ensinando outras. Sem contar as visitas aos museus, feiras, parques… com eles sempre empolgados, percebendo as diferenças e similaridades sem preconceitos.

Mas não é só nas viagens internacionais que o aprendizado acontece. É no sítio, ao tirar leite da vaca, dar milho para as galinhas e conviver com crianças que vivem uma realidade distinta das que moram na cidade grande. É na praia, com os primos, ao vencer o medo de subir na pedra maior, ou fazer uma “expedição” para catar o lixo na areia. Dos perrengues aos melhores momentos, viajar nos torna mais abertos, flexíveis, cultos, seguros, criativos e conscientes do mundo ao nosso redor. E tudo que nós, pais, precisamos fazer é oferecer mais oportunidades de viver novas situações – aproveitando as deixas para conversar e aprofundar ainda mais essas experiências.

  • Liana Mazer

    Mãe da Alice e do André, jornalista e criadora dos livros de atividade YOYO. Acredita que por meio da arte, da cultura e do brincar podemos formar indivíduos apaixonados, seguros, criativos e com a mente aberta

Data da postagem: 12 de janeiro de 2016

Tags: , , , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)