Temporada de chocolate! Como aproveitar sem culpa


Equipe de Pediatras Fleury Medicina e Saúde
por: Equipe de Pediatras Fleury Medicina e Saúde
Todo mês, um médico especialista escreve para as it-mães

Dra. Patrícia Tosta Hernandez,

Pediatra do Fleury Medicina e Saúde

 

Se possível, prefira os ovos menores e não abusar da quantidade deles (imagem: 123 TRF)

A Páscoa é um dia festivo! Uma data para almoçar com a família e celebrar a renovação. E, na maioria das vezes, os ovos de chocolate fazem parte da comilança. Nessa época, as propagandas e a tradição da data, que está associada aos coelhos e seus ovinhos, intensificam a vontade de comer chocolate. O desejo pelo doce é fácil de aguçar, pois o chocolate estimula a produção de substâncias que aumentam a sensação de bem-estar. Mas todo mundo sabe que é preciso tomar cuidado com os exageros no consumo, principalmente com as crianças.

Em longo prazo, o consumo em excesso de chocolate, especialmente daqueles que contêm leite, gordura e açúcar em sua composição, pode levar ao aumento do colesterol e triglicérides, colaborar para o desenvolvimento de diabetes e aumento de peso. Acnes também podem aparecer pelo excesso da gordura de alguns chocolates.

É importante ensinar para as crianças a comer pequenas porções e saberem escolher o que comer.

Algumas dicas!

– Se possível, preferir os ovos menores e não abusar da quantidade deles;

– Não deixar todos os ovos que a criança ganhou em um lugar visível e de fácil acesso;

– Depois de aberto, quebrar o ovo em pequenos pedaços e guardá-los em um pote para não chamar a atenção das crianças;

– Combinar com a família para comprar ovos pequenos ou trocar por outros presentes;

– Se ganhar muitos ovos, oferecer uma parte para familiares, amigos, dividir no trabalho ou doar;

– Comer pequenas quantidades, em horários que não atrapalhem a refeição principal.

Vale lembrar que o consumo de doces, inclusive de chocolate, deve ser evitado principalmente para crianças menores de dois anos. Existem diversas razões, tais como promover alteração da flora oral que pode levar ao surgimento de cáries e dar início ao desenvolvimento de obesidade e/ou diabetes. Além disso, pode empobrecer o paladar, pois é nesta fase que a criança está desenvolvendo esse sentido. Também há possibilidade dos pequenos ficarem mais tolerantes aos doces, desejando cada vez mais e maiores porções e, assim, podem começar a recusar alimentos salgados querendo apenas os mais adocicados.

E você sabia que alguns tipos de chocolate podem inclusive fazer bem? O teor de cacau é o que determina o efeito saudável do chocolate. Quanto mais amargo o chocolate, maior a quantidade de cacau. O chocolate amargo tem 70% de cacau ou mais, o meio amargo tem 50% e o ao leite contém 25%. O chocolate branco é menos saudável devido à presença da manteiga de cacau. Os recheados podem ter maior quantidade de açúcares e gorduras.

O consumo regular de chocolate – até 30 gramas por dia – meio amargo e amargo ajuda a prevenir doenças cardíacas e auxilia na diminuição da obstrução arterial. Eles contêm os flavonoides (também encontrados no vinho tinto), que tem ação anti-inflamatória. Na sua composição também há nutrientes como cálcio, fósforo, proteínas, entre outros, e antioxidantes, que combatem os radicais livres retardando o envelhecimento. Ou seja, podem trazer benefícios e proteções contra possíveis doenças na vida adulta. Além disso, o consumo moderado também ajuda a diminuir o colesterol ruim (LDL) e a aumentar o bom colesterol (HDL) por meio do ácido oleico (o mesmo do azeite de oliva). O chocolate estimula a produção de serotonina, que é responsável pela melhora do humor.

No caso de a criança ter alguma restrição alimentar, como intolerância à lactose, os ovos de chocolate amargo e meio amargo são uma opção, mas fique atenta, pois apesar de ter uma quantidade maior de cacau e menos açúcar, algumas marcas podem utilizar leite na fabricação. Para os diabéticos, os ovos diet devem ser consumidos com moderação, pois têm maior quantidade de gordura que o ovo tradicional para manter o sabor.

Mesmo na Páscoa é importante manter a alimentação adequada e balanceada, inclusive respeitando os horários das refeições. Uma alternativa é oferecer alimentos menos gordurosos, aumentando a oferta de frutas e compensar o organismo com atividades físicas. A sugestão, como dica valiosa é ensinar a criança a mastigar devagar para sentir o sabor do alimento, proporcionar um ambiente agradável para a hora de comer e sem distrações, como televisão, computador ou celular. Assim, o cérebro registra a informação e identifica a saciedade com pequenas quantidades.

Feliz Páscoa a todos!

 

 

  • Equipe de Pediatras Fleury Medicina e Saúde

    O Fleury Medicina e Saúde conta com uma equipe de pediatras nas unidades Vila da Saúde, estruturadas especialmente para o atendimento pediátrico, para esclarecer as dúvidas das famílias em relação aos exames de seus filhos, oferecer suporte nos procedimentos, acompanhar os resultados urgentes e prestar assessoria médica ao pediatra da criança. Dentre eles, há pediatras especializados em imunização, endocrinologia, reumatologia, alergia, infectologia, entre outros

Data da postagem: 15 de abril de 2019

Tags: , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)