Mesmo com críticas, Vanessa conseguiu educar seu filho com uma alimentação saudável

Ela ouviu muito por aí que jamais daria conta de manter a alimentação saudável do seu filho nos dois primeiros anos, mas foi determinada. E conseguiu.


4mais5
por: 4mais5
Stella, Vanessa, Paty e Rachel são as idealizadoras do 4mais5, um programa para motivar mães a terem um estilo de vida saudável

Por Vanessa Garcia Rizzi Mussi

Vanessa e a família (foto: arquivo pessoal)

Ouvi muito por aí que jamais daria conta de manter a alimentação saudável do meu filho nos dois primeiros anos. Mas fui determinada. E como acredito muito na qualidade de vida tendo como premissa a alimentação, segui firme no meu propósito. A maternidade envolve amor, amor incondicional, e se amamos tanto o que mais desejamos é ter nossos filhos saudáveis e felizes. Quando se fala em saúde estamos falando diretamente de alimentação. E sabe onde tudo isso começa? Na gestação.

Sabe o tão falado período PRIMEIROS MIL DIAS DO BEBÊ? Ele envolve toda a gestação (270 dias) e os dois primeiros anos de vida do bebê (356 +365 dias). Médicos e nutricionistas corroboram do mesmo conceito de que a nutrição adequada nestes primeiros mil dias possuem relação direta com a saúde e desenvolvimento da criança. E não só em curto prazo! Ele reflete na qualidade de vida do futuro deste ser humano.

Já existem estudos que comprovam que a alimentação da mamãe durante a gestação tem influência direta no desenvolvimento e saúde mental e física do bebê. Assim como o pré-natal, o acompanhamento nutricional é essencial para esse período que requer muito cuidado e atenção. Já está comprovado que o paladar do bebê é desenvolvido dentro da barriga da mamãe. 

Pensando em tudo isso, quando eu estava grávida, me preocupei com alimentação acreditando muito na relação com paladar e saúde. Tive a orientação de um bom nutricionista e, durante esse período, não consumi açúcares, farinha de trigo, processados, embutidos e industrializados. Segui à risca as orientações do meu nutri, quem tanto confio. Após o nascimento do meu filho foquei total na amamentação. Mantive uma alimentação limpa, nutritiva. Meu nutricionista sempre me disse que o açúcar e os processados geram cólicas nos bebês. Amamentei meu filho por seis meses com exclusividade. Nesse período, cuidei da minha alimentação e bebi muitaaaaa água. Malhei, corri, pedalei, nadei, trabalhei e amamentei. 

Depois do nascimento, a amamentação exclusiva nos primeiros seis meses de vida do bebê, se for possível, é o melhor cenário para saúde do pequeno, por diversos aspectos: imunidade, sucção, respiração, inúmeros são os benefícios. Na sequência, a introdução alimentar e a alimentação do bebê até os dois anos, período que merece toda dedicação e cuidados para garantir o sucesso deste ciclo.

Quando meu filho nasceu, consultei um nutricionista materno infantil que acompanha a nutrição do meu pequeno desde os seis meses até hoje (já com 2 anos e 8 meses). Segui todas suas orientações e posso afirmar a vocês que os resultados colhidos neste processo foram inúmeros. 

A partir dos seis meses, a introdução alimentar ocorreu seguindo as premissas da nutricionista materno infantil. No primeiro ano, alimentação sem sal, sem açúcar. Tudo natural e dei preferência, porém não exclusividade, para os orgânicos. Segui o método BLW parcial, já que algumas pessoas que cuidavam do meu filho (enquanto eu trabalhava) não se sentiam seguras em oferecer o alimento na forma íntegra ou em pedaços. E assim foi… Até os 2 anos e meio, zero açúcar. Hoje ele tem 2 anos e 8 meses, já experimentou um pedaço de pamonha e um cookie maravilhoso da minha tia que leva açúcar mascavo. Até hoje ele tem uma alimentação boa, mesmo tendo à sua frente em muitos momentos diversos alimentos que não considero saudáveis, como bolachas recheadas, pães a base de farinha de trigo, salgadinhos processados, embutidos, refrigerantes, etc. Ele come super bem, é faminto! Ama frutas, saladas, legumes, carnes, ovos (todas as manhãs, como a mamãe e o papai), suco verde. Desenvolvi algumas estratégias que deram muito certo, uma delas é a lancheira! Onde vamos levo a lancheira dele e, se der fome, ele mesmo abre sua lancheirinha e come seu papa! Nos aniversários levo os bolos e doces feitos em casa. Geralmente adoçados com frutas secas (são deliciosos, fáceis de preparar). E por enquanto, seguimos dessa forma. Até quando? Até quando ele quiser!!

Das consequências o que posso revelar: meu filho até hoje nunca apresentou diarreia e vômitos, pode acreditar! É forte e feliz. Adora ajudar o papai e a mamãe nos preparos dos alimentos e é um gulosooo. Chocolate? Eu já ofereço a ele, começou com o 100% cacau, hoje come os de 70% também e amaaaa, se deixar come a barra de 100g.

Espero que tenham gostado do meu relato, é verídico, foi natural e que possa servir como incentivo. Enfrentei minha família, as críticas dos amigos até dos meus pais. Hoje sou admirada e tida como referência por todos estes. Quebrei o tabu e os resultados foram tão bons com a saúde e desenvolvimento do meu filho que tive o reconhecimento e despertei o interesse de muita gente em alimentar de forma mais saudáveis seus filhos.

Sempre tive o apoio do meu marido, que foi essencial nesse processo.

Estou feliz por isso. Hoje estou grávida de sete meses de uma menina, Alice, e quero muito fazer o mesmo por ela.

Com intuito de levar às pessoas os benefícios de uma alimentação saudável através do nosso Instagram @4mais5, criamos os projetos kids e no próximo mês iniciaremos projeto para crianças de 2 a 8 anos, na volta às aulas para auxiliar as mamães na alimentação e qualidade de vida de seus pequenos. E quero convidar você para conhecer!

 

@4mais5

  • 4mais5

    Stella, Vanessa, Paty e Rachel são as idealizadoras do @4mais5, um programa em forma de desafios para motivar mães a terem um estilo de vida saudável, se alimentando com prazer, tendo energia para treinar e conquistando mais tempo para si mesma

Data da postagem: 2 de agosto de 2019

Tags: , , , , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)