3 erros que as mães cometem ao organizar o tempo


Ingrid Lisboa
por: Ingrid Lisboa
Especialista em organização residencial e pessoal, consultora e palestrante

mulher_agenda_trabalho

Negocie suas próprias prioridades e arranje mais tempo para você! (Foto: CrayonStock)

Gerenciar o tempo é gerenciar a vida. Afinal, para realizar qualquer coisa precisamos de tempo. Não importa a relevância da tarefa ou compromisso, a ação dele é implacável. Precisamos de tempo para tomar um banho tranquilo, caprichar na maquiagem, cumprir uma meta da empresa, ir à apresentação de balé da filha, comprar o presente da amiga que faz aniversário hoje. É evidente que cada tarefa demanda um investimento de tempo diferente, mas viram como ele está lá, sempre, como o senhor da nossa rotina?

 Portanto, tudo se resume a como aproveitar as 24 horas que temos por dia. Não há como comprar horas nem emprestar do dia seguinte (já pensou?) e compensar depois, como na contagem de calorias. Sendo assim, o segredo é a Organização Pessoal. São as ferramentas de organização pessoal que nos permitirão definir com o que queremos gastar nosso tempo, a fim de colecionarmos nossos momentos de realização pessoal. Pois, sem os mesmos, a vida não evolui, enfim. Mas por que parece tão difícil aproveitar bem as 24 horas/dia? São muitos os motivos, mas vou citar aqui os 3 principais erros que as mulheres – especialmente as mães – cometem:

  1. Fazer várias coisas ao mesmo tempo
    Esse é crucial. Se eu pudesse dar um único conselho a vocês, seria: tente sempre, e todos dias, ser menos multitarefa. Muitas são as pesquisas científicas que mostram que nosso cérebro não consegue desenvolver duas atividades cognitivas ao mesmo e, ao insistir na tentativa, acaba levando mais tempo para desenvolver as tarefas. Ou seja, tecnicamente ninguém é multitarefa. Nós apenas tentamos ser e, ao ficar tentando, desperdiçamos nosso precioso tempo. Sei que somos tentadas a responder a um e-mail ao passo que falamos ao telefone, mas, seja honesta: quantos erros você já cometeu ao fazer coisas assim? E isso ocorre simplesmente porque nosso cérebro embora pareça processar as duas tarefas, não o faz.
  1. Não negociar com si mesma suas próprias prioridades
    Muitas mulheres não tem uma lista de coisas importantes na qual ela mesma escreva os interesses pessoais que a deixam feliz. É comum que mães priorizem os filhos e foquem toda a atenção neles. Mas não podemos, nunca, esquecer de nós mesmas. Ou seja, deixar de lado as coisas que amamos fazer, aquelas que dão satisfação a nós como mulheres (não apens como mães!). E acredite: não é egoísmo, é auto-preservação. Você precisa estar ótima para poder cuidar bem das crianças, curtir a intimidade com o marido ou namorado e gerenciar melhor sua equipe no trabalho. Que tal agendar agora um compromisso com você mesma na sua agenda? Pode ser o que quiser: cinema sozinha, sessão de shiatsu, aula de ceviche peruano. Garanto que você sairá de lá tão feliz que terá mais disposição para trabalhar, exercitar-se ou brincar com o filho depois de um dia cansativo de trabalho. Quando você foca primeiro em você, recarrega suas baterias e cria um estado que permite um aumento da sua produtividade, o qual irradia para todos os aspectos da sua vida!
  1. Ignorar ou desvalorizar as pequenas atividades que roubam seu tempo
    Percebo que muitas mães preocupam-se em organizar atividades longas como fazer ginástica ou participar de uma reunião, mas dão pouca atenção a atividades menores como arrumar mochilas ou colocar a roupa para lavar. No entanto, ao desvalorizarmos o tempo investido em tarefas curtas – o que faz com que muitas vezes não as organizemos devidamente, aliás -, abamos por perder tempo. Chamo essas atividades rápidas de tarefas invisíveis, pois fazemos sem calcular o tempo gasto com elas. Além disso, em geral, as desenvolvemos alternadamente com outra coisa (tentando ser multitarefas!) e, assim, perdemos ainda mais tempo com elas. Observe, por exemplo, quanto você gasta para, diariamente, checar a timeline da sua conta no Instagram. A maioria das pessoas acaba vendo o mesmo post seguidas vezes porque, a cada meia hora, entra no Instagram. E quanto tempo você gasta para desarrumar a mochila da escola, checar agenda e rearranjar tudo para o dia seguinte? São atividades totalmente diferentes, mas cujo tempo gasto não costumamos calcular. Além disso, como por vezes fazemos tais tarefas de forma fracionada, torna-se mais difícil pensar no quanto elas também roubam espaço na nossa agenda.

Quer conversar mais comigo sobre os vilões da organização pessoal e ferramentas práticas para aplicar no seu dia a dia? Então participe do Fórum Mães e o Sucesso – It Mãe Conecta, que acontece no dia 14 de maio em São Paulo. Espero você!

logo home organizer

  • Ingrid Lisboa

    Para a mãe do Emiliano e criadora da consultoria Home Organizer, o segredo de uma casa em ordem é descomplicar. Ela escreve no canal Tudo organizado

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)