Salário alto ou convênio?


Taluana Adjuto
por: Taluana Adjuto
Especialista em enxoval de bebês. Comanda a assessoria de compras Talu Concept, em MIami

Esta semana, a minha funcionária doméstica quebrou uma taça de vinho, lavando louça, e fez um corte considerável bem próximo ao pulso.Por sorte, eu estava em casa e a levei a um pronto-socorro (público, pois ela não tem convênio médico). Com isso, eu tive duas lições, bastante importantes que vale dividir…

Ao chegar ao hospital,  me deparei com uma multidão de homens, mulheres, crianças, idosos, pessoas chorando, funcionários chamando, enfim. Uma multidão desesperadora e com problemas de saúde, o que é pior!

O local estava bastante limpo, os funcionários eram educados e, como o caso dela era uma emergência, ela foi rapidamente atendida. Porém, enquanto eu a esperava, vi um bebê, que foi mordido por um cachorro, todo machucado, no colo da mãe, que andava de um lado para o outro do hospital e não era atendida. Essa e outras cenas me apertaram o coração…

De repente, em meio a tanta gente judiada, me vi ali, com meu óculos de sol e bolsa bacanérrimos. O que seria para me dar orgulho, de verdade, me envergonhou, e muuuito.

Refletindo sobre mim, naquele contexto, tive duas lições. A primeira: nossos filhos vivem em uma redoma e desconhecem completamente outras realidades. Por isso, acho muito valido um dia, quando já estiverem “maiorzinhos”, levá-los a um hospital publico, para verem o que muitas pessoas (a grande maioria da população) passa. A ideia não é que tenham pena ou medo e sim que entendam e valorizem o que tem, com aquela gratidão diária de antigamente, que costumávamos agradecer a comida quando estávamos a mesa!

Entendo que, dessa maneira, é possível desenvolver sentimentos de compaixão e solidariedade verdadeiras, pois quando se fala em dar roupas ou brinquedos usados para “crianças pobres”, certamente eles não conseguem dimensionar o que isso quer dizer. Eles precisam ter contato com a realidade para, por si mesmos, ter este sentimento de generosidade!

 

A outra lição é que a partir de agora, quando as mães me pedirem opiniões sobre salários para as profissionais que cuidarão de seus filhos, sem dúvida nenhuma a minha sugestão será a de oferecer um pouco menos e acrescentar um convênio médico como benefício. Além de não impactar em férias, décimo terceiro, nem em rescisão. mas o mais importante é que elas sejam atendidas com maior dignidade quando estiverem em circunstâncias difíceis!

Super beijo e ótimo fim de semana!

Taluana

 

 

 

  • Taluana Adjuto

    A mãe de Ayron e Leonna mora em Miami é especialista em enxoval de bebês e comanda a assessoria de compras Talu Concept

Data da postagem: 5 de julho de 2012

Tags: , , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)