A babá quer engravidar. E agora?


Taluana Adjuto
por: Taluana Adjuto
Especialista em enxoval de bebês. Comanda a assessoria de compras Talu Concept, em MIami
P. A babá do meu filho é ótima. Está comigo há quase 2 anos, desde que ele nasceu. A moça tem só 21 anos, mas sei que posso contar de verdade com ela. O problema é que está casada há 1 ano e me contou que quer engravidar. Aliás, já está decidida. Meu marido, um empresário prático, sugeriu que a dispensemos antes, pois acha que ela não terá  mesmo rendimento. Eu preciso muito dela, pois trabalho fora. Estou muito insegura (algo incomum na minha personalidade) para tomar qualquer decisão. Por isso, peço seu auxílio! C.

R. Em primeiro lugar, é comum ficar insegura numa situação dessas. Afinal, tenho certeza de que você quer tomar a melhor decisão para todos. Penso o seguinte:

Pensando na babá… A gente bem sabe que trabalhar fora tendo um filho bebê pode nos encher de culpa. Sabe também que a rotina de filho e trabalho nos deixa mais cansadas e estressadas. Por outro lado, a maternidade traz maturidade e uma força enorme. Sua babá vai passar por uma prova de fogo (como provavelmente você passou quando teve seu filho). Porém, como ela já apresenta um comportamento bacana, tudo indica que isso se manterá na gravidez e quando ela virar mãe. Se é responsável e comprometida, não vai mudar de uma hora para outra. Seria absolutamente injusto com a moça (que, por lealdade ou imaturidade, contou que planeja engravidar) ser dispensada sem nem ter tido a chance de se mostrar uma profissional ainda melhor…
Pensando na sua situação de mãe e executiva que precisa de babá o tempo todo… Você terá de fazer alguns ajustes na rotina. Assim que engravidar, a moça terá de fazer exames pré-natal. Talvez sofra com enjôos… Enfim, passará por momentos que demandarão jogo de cintura. Por outro lado, pode ser também que a gravidez dela seja tranquila e dê tudo certo. Não dá para prever agora. Durante a licença-maternidade, você terá de recorrer a alguma solução (vale cogitar uma escolinha em período integral, contratar uma substituta, pedir auxílio temporário para os avós…). Se optar por NÃO ficar com ela, você também vai enfrentar mudanças. A “praticidade” do seu marido, talvez não seja tão prática assim. Procurar outra babá e adaptar seu filho à nova cuidadora pode ser tão (ou mais) estressante quanto ter uma babá grávida em casa.
E quanto à nova vida da babá com filho? Pergunte quais são os planos dela. Com quem pretende deixar a criança, se quer voltar a trabalhar depois da licença… Tudo isso vai demorar para acontecer, mas vale ter uma conversa de mulher para mulher para expôr que, diferentemente de outros trabalhos, o dela demanda presença sempre, pois você não pode ficar sem ninguém para cuidar do seu filho (é diferente de deixar para lavar a louça no dia seguinte, certo?). Sinta se ela tem consciência disso e sabe da responsabilidade que terá pela frente sendo mãe e babá. Como não há certo ou errado na sua decisão, use o seu feeling e banque sua escolha sem medo de se arrepender depois. E tenha coragem para enfrentar as mudanças que certamente virão independentemente da sua escolha.
Bjs e boa sorte 😉

Taluana Adjuto

psicóloga e diretora da Elite Care – consultoria de treinamento de babás

Siga a Elite Care no Face! https://www.facebook.com/EliteCareBrasil

PROBLEMAS COM A BABÁ? MANDE O SEU DILEMA PARA CONTATO@ITMAE.COM.BR QUE NOSSA COLUNISTA TALUANA ADJUTO AJUDA A RESOLVER!

  • Taluana Adjuto

    A mãe de Ayron e Leonna mora em Miami é especialista em enxoval de bebês e comanda a assessoria de compras Talu Concept

Data da postagem: 19 de março de 2013

Tags: , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)