Será que seu filho precisa usar aparelho?


Simone Cesar
por: Simone Cesar
Odontopediatra e ortodontista na Clínica Cesar. Autora do Insta @dentistamusical e do canal no You Tube Dentista Musical

Os mais usados por crianças menores são os aparelhos móveis. Já fixos, são indicados quem está com todos ou quase todos os dentes permanentes na arcada (foto: Dentista Musical)

Estar atento à dentição dos pequenos é tarefa que deve começar cedo. Dessa forma, fica mais fácil corrigir possíveis imperfeições e até mesmo evitar o surgimento de problemas futuros.

Antigamente, usar aparelho era motivo de bullying entre as crianças, mas, felizmente, isso mudou! Hoje, a maioria da garotada usa aparelho dentário sendo esse fato encarado com muita naturalidade. 

As crianças podem começar a usar aparelho antes mesmo de caírem todos os dentes de leite, já que existem problemas que podem ser corrigidos nesse período.  Não existe idade certa. Isso depende da finalidade proposta para cada caso, que deve ser avaliada pelo ortodontista.

A Associação Americana de Ortodontia recomenda que a primeira avaliação ortodôntica aconteça entre 5 e 7 anos. Nessa idade, já é possível identificar problemas de oclusão e fazer um diagnóstico precoce. A dúvida mais comum dos pais que frequentam a minha clínica, é se não é muito cedo para intervir. Eu acredito que há tratamentos que produzem resultados melhores se realizados logo cedo. Neste momento pode ser detectado algum problema que deve ser tratado antes de se completar o desenvolvimento total dos ossos da face e da mordida, gerando ótimos resultados, o que não seria possível após o término da fase de crescimento.

A partir dessa idade – entre 5 e 7 anos –  os dentes de leite começam a dar lugar para os permanentes, e isso ajudará o ortodontista a determinar se há algum problema no desenvolvimento da arcada dentária. Há também deficiências ósseas, muitas vezes hereditárias, que podem ser devidamente tratadas se houver intervenção precoce. 

Quando conseguimos reconhecer a má oclusão no início, muitas vezes o tratamento se torna mais simples, podendo ser resolvido com o aparelho móvel. Por isso, é necessária uma avaliação feita por um especialista para que seja escolhida a melhor hora de intervenção.

O que pode gerar necessidade de uso de aparelhos ortodônticos na infância são hábitos como chupar dedo, chupeta ou roer unhas, além de problemas respiratórios, que podem levar ao não desenvolvimento correto do maxilar e atrapalhar o correto posicionamento dentário. O diagnóstico precoce é muito importante para crianças que têm o queixo muito para frente ou para trás ou o céu da boca estreito demais. Aproveitar que os ossos ainda não estão calcificados dá aos dentistas opções menos invasivas para intervir nesses problemas. Uma curiosidade é que os dentes e seu posicionamento são guiados pela língua, pelos lábios, pelas bochechas e também pela respiração. Então tudo isso pode influenciar a formação da arcada.

Outro fator de extrema importância que justifica o tratamento ortodôntico precoce é a prevenção de algum trauma físico ou emocional que pode resultar de dentes da frente superiores mal posicionados – a criança dentuça, por exemplo. Emocionalmente falando, um sorriso não alinhado pode ser alvo de provocações na escola. Sobre um trauma físico, dentes desalinhados também são propensos a ferimentos principalmente ao praticar esportes. Muitas vezes a criança bate a boca e quebra os dentes.

Quais são as opções de aparelhos

Existem várias opções de aparelhos ortodônticos. Os mais usados por crianças menores são os aparelhos móveis, que trabalham com o desenvolvimento ósseo da criança durante a fase de crescimento. Já os aparelhos fixos, com braquetes, na maioria das vezes, são indicados para crianças que estão com todos ou quase todos os dentes permanentes na arcada.

Eu justifico um motivo para esta indicação, que é o tempo de permanência do aparelho na boca, este deve ser o menor possível, já que dificulta a higiene bucal, aumentando a presença de placa bacteriana.

Resumindo…

Estar atento à dentição dos pequenos é tarefa que deve começar cedo. Desta forma, fica mais fácil corrigir possíveis imperfeições e até mesmo evitar o surgimento de problemas futuros.

Aproveito para convidar você para conhecer o meu canal Dentista Musical no You Tube, que acaba de estrear!

 

Um beijo,

Simone Cesar

Instagram: @dentistamusical

  • Simone Cesar

    Odontopediatra e ortodontista, mãe de Caio, 9, e Alice, 7. Acredita que criança não precisa ter medo de dentista! É autora do Instagram @dentistamusical onde posta vídeos divertidos que faz com seus mini pacientes e do canal no You Tube Dentista Musical

Data da postagem: 28 de março de 2019

Tags: , , , , ,

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)