10 livros infantis imperdíveis


Débora Lublinski
por: Débora Lublinski

menino_livro

Você fica perdida na hora de escolher um livro para o seu filho? (Foto: Freeimages)

Selecionar apenas dez opções de uma vasta e rica oferta de livros da literatura infantil não é uma tarefa fácil (apesar de muito prazerosa!). Para ajudar nesta missão, o It Mãe convidou Cristiane Rogerio, professora e coordenadora do curso de pós-graduação O Livro Para a Infância, da A Casa Tombada, em São Paulo, e criadora do site Esconderijos do Tempo. “Procurei pensar numa lista que fosse bem diversa. Não entram apenas os clássicos mas também os livros que me marcaram como jornalista, pesquisadora e mãe”, conta. “Estas obras e seus autores são diferentes entre si e contêm, a meu ver, elementos ou temas que para mim são fundamentais para a infância — de qualquer idade”, acredita. Diversão e aprendizado na certa para compartilhar momentos preciosos com as crianças.

1) Bárbaro, de Renato Moriconi, da Cia das Letrinhas
Nesta sensível história só por imagens, um cavaleiro vive emocionantes aventuras: enfrenta dragões voadores, pula fossos profundos, foge de gigantes monstruosos, escapa de uma chuva de lanças… Mas no final tudo se torna ainda mais interessante. O formato vertical do livro é fundamental para a narrativa acontecer.

Barbaro_livro

(Foto: Reprodução)

2) Obax, de André Neves, da Brinque-Book
Obax é uma menina como muitas outras e adora contar suas divertidas histórias vividas na savana africana. Mas tudo muda quando ela percebe que, para a sua aldeia, elas não pareceram verdadeiras.

obax

(Foto: Reprodução)

3) A Princesinha Medrosa, de Odilon Moraes, da Cosac Naify
A pequena – e aparentemente frágil – princesa usa toda sua autoridade e prepotência para lidar com seus maiores inimigos: os medos do escuro, da solidão e da pobreza. Com toda sutileza característica das obras de Odilon, a princesinha não percebe que seu medo é, na verdade, do próprio medo.

a princesinha medrosa

(Foto: Reprodução)

4) Onde vivem os monstros, de Maurice Sendak, da Cosac Naify
Este clássico mundial foi escrito nos anos 60 e muda o jeito de fazer livro infantil, tanto pelo tema, que foge dos ensinamentos de moral e bons modos, típicos do gênero até então, e pela forma de narrar, em que texto, imagem e projeto gráfico se juntam para contar a história. O menino Max contraria a mãe e é mandado para o quarto — sem jantar — e acaba viajando para o lugar onde vivem monstros inesquecíveis.

Onde vivem os monstros

(Foto: Reprodução)

5) A árvore generosa, de Shel Silverstein, da Cosac Naify
A história de amizade entre um menino e uma árvore que o vê crescer marca leitores desde os anos 60, pela delicadeza da narrativa e por sugerir uma reflexão sobre as relações pais e filhos.

arvore_generosa

(Foto: Reprodução)

6) Este Chapéu Não é Meu, de Jon Klassen, da WMF Martins Fontes
Nesta divertida e um tanto politicamente incorreta história, um peixe rouba o chapéu de um peixe maior — e ele acredita que não irá ser pego! O especial do livro é que texto e ilustração se contrapõem na narrativa, deixando tudo ainda mais curioso.

Este chapéu não é meu

(Foto: Reprodução)

7) Bruxinha Zuzu, de Eva Furnari, da Editora Moderna
A simpática bruxinha (a única que tem uma varinha de fada!) nasceu nos anos 80 nas tirinhas da Folhinha e, em 2010, reaparece em histórias divertidas e atrapalhadas narradas só com imagens.

  A bruxinha Zuzu

(Foto: Reprodução)

8) Pedro e Tina, de Stephen Michael King, Brinque-Book
É um dos clássicos desse autor australiano: um menino e uma menina são muito diferentes um do outro, mas não do jeito que todo mundo imagina. Para refletir sobre diferenças, semelhanças e como achar o equilíbrio.

Captura de Tela 2016-08-30 às 15.06.09

(Foto: Reprodução)

9) Vizinho, Vizinha, de Roger Mello, Graça Lima e Mariana Massarani, da Cia das Letrinhas
Do lado esquerdo do livro, o apartamento 101. Do direito, o 102. No meio (ou a dobra da página), o hall. Cada espaço da narrativa é desenhado por um ilustrador diferente. Na história, o dia a dia de encontros e desencontros de dois excêntricos vizinhos bem brasileiros.

Vizinho Vizinha

(Foto: Reprodução)

10) Até as Princesas Soltam Pum, textos de Ilan Brenman e ilustrações de Ionit Zilberman, da Brinque-Book
Laura chega em casa perguntando ao pai se as princesas soltam pum. Mal sabe ela que na biblioteca dele há um livro especial, que revela todos os segredos mais embaraçosos das mocinhas — e mostra que as princesas são gente como a gente!

Até as princesas soltam pum

(Foto: Reprodução)

  • Débora Lublinski

    Jornalista e mãe da Marina, Débora Lublinski trabalhou por 15 anos em revista feminina cobrindo beleza, saúde e bem-estar. Mas não vive apenas de glamour e sabe bem o malabarismo que é se cuidar sem descuidar dos filhos, da casa, do casamento e da carreira

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)