Siga itmae
facebook
twitter
rss
instagram
youtube
pinterest
Participe do itmãe
facebook
twitter
rss

GUIA IT MÃE - Produtos, serviços e lugares selecionados que a gente indica! CLIQUE AQUI >>

Que tal uma aventura nas cavernas?

Publicado em 08.03.2017 | por

Na porta da caverna Água Suja, que em alguns lugares a gente anda com água na cintura – mas a água não é suja, não tá? (foto: It Mãe)

 

Fazer trilhas, nadar no rio, tomar banho de cachoeira e… conhecer cavernas que existem há milhões de anos! Essa é a programação de quem vai ao PETAR – Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira , que fica a 320 km de São Paulo, perto da cidade de Iporanga no extremo sul do estado. Nas férias de janeiro levamos as crianças para curtir alguns dias de aventura por lá. Ficamos hospedados na pousada Gamboa Eco Refúgio, que nos ajudou a contratar todos os passeios, feitos por guias autorizados.

 

Bela e Fe equipados para entrar na caverna (foto: It Mãe)

 

No PETAR, há diversas cavernas para conhecer e é preciso agendar a visita com certa antecedência, pois há um limite de pessoas que podem entrar na caverna de uma só vez. São formados grupos em média de 20 pessoas. Só quando um grupo sai da caverna é que pode entrar outro. Para chegar às cavernas do parque sempre há uma trilha de nível de dificuldade fácil – algumas são mais longas, outras mais curtinhas. É preciso colocar um capacete com lanterna para fazer a exploração, já que o interior das cavernas é escuro – por esse motivo, aliás, que recomendo o passeio para crianças acima de 6 anos, que já entendem mais e encaram a aventura como diversão. Meus filhos, a Bela, que tem 8 anos, e o Felipe, 6, adoraram!

 

As trilhas que levam às cachoeiras são lindas e com direito a pontes com essa (foto: It Mãe)

 

Quem acha que caverna é tudo igual, se engana! Cada uma que visitamos tinha uma surpresa. Na caverna Água Suja, você anda a maior parte do tempo com água na cintura. Em um determinado local, o teto parece fazer o formato de um golfinho e há impressionantes estalactites e estalagmites, que estão ali há milhões de anos. Já na caverna do Couto, há uma cachoeira e várias passagens estreitas que atravessamos com a orientação do guia. Há muito mais cavernas para conhecer, como a Santana, que é bem grande – recomendo ficar cerca de cinco dias para ver as atrações principais.

 

Na caverna do Couto há algumas passagens estreitas. Aventura de filme! (foto: It Mãe)

 

O gran finale do dia ficou por conta da cachoeira do Couto na porta da caverna – a água é gelada (por isso, recomendo conhecer o PETAR nos meses de calor), mas uma delícia. Na volta dos passeios, aproveitamos para curtir a piscina da pousada, que tem acomodação simples, mas confortável e um café da manhã honesto. Ali eles também montam os lanches para levar na trilha, já que os passeios podem levar um dia inteiro.

 

Depois do passeio na caverna, um mergulho e uma massagem embaixo da cachoeira do Couto (foto: It Mãe)

 

O esquema é dormir cedo, acordar cedo e aproveitar bastante o dia ao ar livre em contato com a natureza. Na mochila de passeio, não pode faltar protetor solar, repelente, toalha e uma troca de roupa para as crianças usarem na volta das aventuras que muitas vezes incluem água. Também é super importante levar um lanche e uma garrafinha de água para hidratar. Além das cavernas, vale a pena fazer o bóia-cross no rio. Escolhemos uma corredeira de nível 1, mais fácil, e fizemos um percurso delicioso. As crianças ficaram o tempo todo sob a supervisão de guias, que as ensinaram a remar no rio e as auxiliavam, caso desequilibrassem da boia. O rio dá pé e a correnteza é leve. Na hora que acabou, todo mudo pediu mais.

 

Família pronta para encarar o bóia-cross (foto: It Mãe)

 

Outra dica bacana, para fazer na ida ou na volta de Iporanga, é conhecer a Caverna do Diabo, a mais famosa e com mais estrutura. Há algumas luzes dentro da caverna e uma passarela – o que torna o passeio bem acessível a todos. As formações ali dentro são indescritíveis e há muitas lendas a respeito da caverna que os guias adoram contar. Muito divertido.

 

Detalhe do impressionante interior da Caverna do Diabo – as fotos saem melhor porque há um pouco de iluminação artificial lá dentro (foto: It Mãe)

 

Na Caverna no Diabo tem um espaço contando a história do lugar e dando todas as informações a respeito das cavernas da região (foto: It Mãe)

Siga a gente no Instagram: @itmae

Gostou do post?

Cadastre seu e-mail e receba novidades!

Tags:, , , , , ,
Você também pode gostar de:

Vale a pena visitar o Legoland na Flórida?

7 coisas para fazer de graça na Disney

Feriado na Amazônia com as crianças

Quem faz
Daniela Folloni

Daniela Folloni

Jornalista, mãe de Isabela e Felipe, trabalhou nas revistas Vogue, Cosmopolitan e Claudia. Acredita que toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono

Nossa seleção especial está aqui!
Encontre produtos, serviços e espaços indicados pelo It Mãe!

Clube It Mãe

Deixe seu e-mail e fique por dentro das novidades!

itmãe 2017 - Todos os direitos rervados