Sérum ou hidratante? Aprenda a escolher o creme ideal para o seu tipo de pele


Dra. Carla Bortoloto
por: Dra. Carla Bortoloto
Médica especializada em dermatologia clínica e cirúrgica

A maneira como você aplica o hidratante também ajuda a potencializar o efeito do produto (Foto: 123RF)

O outono chegou! Considerado por muitos a estação mais agradável do ano, a época pede atenção redobrada com a hidratação, uma vez que o clima seco causado pela baixa umidade do ar torna a pele mais propensa a irritações e ressecamentos. Para proteger o rosto nessa (e nas outras estações do ano!), é essencial conhecer o seu tipo de pele. Isso a ajudará a escolher os produtos e a obter melhores resultados, claro. Vamos identificar o seu tipo de pele e qual o hidrante ideal para o seu caso?

Pele mista 

É o tipo mais comum, com aparência oleosa na zona T (testa, nariz e queixo) e seca nas extremidades e bochechas. Apresenta poros dilatados e espessura mais fina, o que favorece descamações e aparecimento de linhas de expressão. Manter-se livre da luminosidade (na zona T) e do ressecamento (no restante do rosto), é o desafio para quem possui pele mista. O ideal é escolher produtos em gel-creme ou sérum. Por apresentarem textura mais fluída, deixarão a pele com toque aveludado, mas sem resíduos gordurosos.

Pele oleosa 

Seu aspecto é “brilhante” e ela pode liberar oleosidade ao toque. Possui poros bem dilatados e maior chance de apresentar cravos e espinhas. Para a pele oleosa os produtos em gel, gel-creme ou sérum são os melhores, por serem mais rapidamente absorvidos e não obstruírem os poros. A formulação oil-free, ou seja, com maior quantidade de água e menor de óleo, garante o “toque seco”.  

Pele seca

Apresenta poros pouco visíveis e pouca luminosidade. Possui maior propensão à vermelhidão, descamação e ao surgimento de fissuras e pequenas rugas. Esse tipo de pele necessita de hidratantes mais “gordurosos”. Nesse caso, os produtos em creme são a melhor opção, por conseguir criar uma barreira hídrica, mantendo a pele hidratada por mais tempo.

Pele normal 

Tem textura aveludada e apresenta boa elasticidade. Seu aspecto é rosado, com poros pequenos e pouco visíveis, e tendência mínima ao aparecimento de manchas e espinhas. Por ser naturalmente hidratada, a pele normal se adapta melhor aos séruns. Além de penetrar mais rapidamente na pele, esses produtos apresentam ativos mais concentrados, sendo eficazes em tratamentos, como rugas e manchas.

E como espalhar?

Pode não parecer, mas saber aplicar o produto faz toda a diferença no cuidado com a pele. Na testa, o movimento é de baixo para cima, em linha reta. Nos olhos, o creme deve ser de fora para dentro, em movimentos circulares, começando por baixo. Bochechas e queixo recebem o hidratante de dentro para fora, acompanhando o desenho do rosto. E no pescoço, o movimento é sempre para baixo.

  • Dra. Carla Bortoloto

    Médica especializada em dermatologia clínica e cirúrgica, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínico Cirúrgica (SBDCC), ela acredita no papel fundamental das mães em passar aos filhos a importância dos cuidados com a pele, cabelo e unhas

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)