Siga itmae
facebook
twitter
rss
instagram
youtube
pinterest
Participe do itmãe
facebook
twitter
rss

GUIA IT MÃE - Produtos, serviços e lugares selecionados que a gente indica! CLIQUE AQUI >>

Como se exercitar com segurança na gravidez

Publicado em 08.02.2016 | por

exercicio gravidez

 Os exercícios físicos devem ser adaptados na gravidez (Foto: CrayonStock)

A professora de educação física Aline Dantas, 23, viralizou na web ao postar vídeos e fotos pulando ao som do hit Paredão Metralhadora em suas aulas de step e zumba em uma academia de Petrolina (PE). Detalhe: ela está grávida de 5 meses. Um dos vídeos, postado no Facebook, alcançou 6 milhões (!) de visualizações. Apesar do barrigão em evidência, Aline esbanja disposição em todos os passos da coreografia. Mas será que tudo bem pular desse jeito (confira o vídeo abaixo) na gravidez?

A personal gestante Gizele Monteiro, criadora do programa Mais Vida Gestantes e Gravidez em Forma, recomenda cautela. “O caso dessa professora é atípico. Além de ser uma grávida jovem, por ser da área de educação física, ela provavelmente tem o pique e a experiência de uma atleta amadora. Em resumo, o corpo dela está preparado para esse tipo de atividade”, explica. Para as grávidas em geral, todas as atividades físicas devem ser adaptadas (com ângulos e cargas adequadas) e algumas, evitadas. Esportes que envolvem rotação e contato com outras pessoas, como os feitos em grupo, por exemplo, o aumentam os riscos de choques e quedas.

Acontece que, na gravidez, por conta da ação do hormônio relaxina, as articulações da mulher ficam mais flexíveis, dos pés à cabeça – uma das razões seria facilitar a passagem do bebê pelo canal de parto. “É como se esse hormônio ‘desligasse’ tudo o que mantém as articulações firmes. Por isso, giros e saltos tornam-se arriscados. Se ela escorregar, pode torcer o pé facilmente”, alerta a personal gestante. Além disso, como você já deve ter ouvido falar, é natural ficar meio “esquecida” nessa fase. “Como também afeta a parte sensorial do sistema nervoso, a gestante torna-se mais lenta e descoordenada”, completa. Por último, à medida que a barriga cresce, o centro de gravidade (isto é, o umbigo) se desloca para frente, causando mudanças na postura e no equilíbrio. Ou seja, melhor deixar as atividades de alto impacto para outra hora!

Isso não quer dizer que as grávidas estão proibidas de fazer exercícios aeróbicos. Pelo contrário! De acordo com Gizele, eles são imprescindíveis para controlar o ganho de peso e melhorar a respiração e a frequência cardíaca na gestação (que sofre alterações por causa do aumento do volume de sangue). E esse preparo físico fará toda a diferença na “maratona” do trabalho de parto, vamos combinar. Uma vez liberada pelo obstetra que acompanha o pré-natal, a saída é focar em atividades de baixo impacto, como caminhadas e hidroginástica. Na academia, dá para fazer aulas de bicicleta (com menor ritmo, se for o caso) e exercícios no elíptico (transport). Mas é claro que tudo vai depender do seu condicionamento físico de antes da gravidez, já que não é o momento de se aventurar por novos esportes. Bora se inspirar na Aline?

Apesar da barriga saliente, Aline esbanja disposição na aula de step

Siga a gente no Instagram: @itmae

Gostou do post?

Cadastre seu e-mail e receba novidades!

Tags:, , , , , , , , , ,
Você também pode gostar de:

Reencontre seu estilo e… economize tempo e dinheiro!

A pílula causa infertilidade? Mitos e verdades sobre o anticoncepcional

Looks para destacar o que você ama (e camuflar o que não gosta tanto)

Quem faz
Malu Echeverria

Malu Echeverria

Jornalista, mãe do Gael e redatora-chefe do It Mãe. Para ela, é essencial colocar a máscara de oxigênio primeiro na gente, depois na criança

Nossa seleção especial está aqui!
Encontre produtos, serviços e espaços indicados pelo It Mãe!

Clube It Mãe

Deixe seu e-mail e fique por dentro das novidades!

itmãe 2017 - Todos os direitos rervados