Como amar uma atividade física e… nunca mais largar


Isabel Malzoni
por: Isabel Malzoni
Um dos conselhos da personal trainer Juliana Calheiros, da Materna Fit, é (foto: Materna Fit) Um dos conselhos da personal trainer Juliana Calheiros, da Materna Fit: não se proponha a malhar 5 vezes por semana. Se estava parada, duas vezes já é um ótimo começo (foto: Materna Fit)

 

Você quer praticar uma atividade física porque sabe que seria ótimo para a sua forma, para a disposição, para o humor… Mas depois de algumas semanas da matrícula na academia ou curso de dança, já se pega faltando demais. A preguiça e a falta de tempo são inimigos reais, mas tem, sim, como parar de vez com essa auto-sabotagem. Veja aqui o que realmente funciona! Agora vai dar certo 😉

Estabeleça uma rotina

“Funciona para a criança e funciona para a mãe também”, afirma a personal trainer Juliana Calheiros, criadora do método Materna Fit, colunista do It Mãe. “É claro que surgem muitos imprevistos na vida de mãe, mas o segredo é estabelecer as prioridades. Porque se tudo for mais importante do que se exercitar, fica difícil, já que é mesmo tentador usar esse ‘tempo livre’ que seria do treino para resolver mais coisas.”

Pode perguntar para as amigas que malham, rotina faz diferença. “Para mim, estabelecer dias  e horários foi fundamental para não falhar”, conta a advogada Priscila Dias, mãe de Vinicius, 5, e Renato, 1 ano e meio. “Deixo os dois na escola e vou para a academia. Deixei terças e quintas livre porque preciso de tempo para minhas outras obrigações.”

Comece devagar

“Se você está sedentária e quer retomar as atividades, não se proponha a malhar cinco vezes por semana, logo de cara. Duas vezes já é muito melhor do que zero, não é? Digo isso porque sei que a rotina de mãe é muito maluca, portanto é possível que você tenha que faltar muitas vezes, o que leva a frustração e desestímulo”, ensina a personal.

Procure algo que a encante

Fazer uma atividade que lhe seja prazerosa é essencial. Não adianta querer encarar um longo treino de musculação pensando nos resultados se você detestar cada minuto. A biomédica Isabela Antunes, 33, por exemplo, adora tanto o pilates, que pratica há um ano, que até quando viaja procurar um lugar para fazer aula. “Fico em casa com os pequenos todos os dias. Na hora da soneca do caçula, faço pilates. Mudou a minha disposição”, diz a mãe de Enzo, 3, e Davi, 2.

Treine perto de casa

Mesmo que você encontre um plano mais barato na academia do bairro ao lado, o melhor é malhar perto de casa ou do trabalho. Assim ganha uns minutos no trânsito ou, melhor ainda, pode ir à pé e já chegar aquecida!

Vá no mesmo horário que as crianças

Encaixar a atividade na sua lista de afazeres também ajuda. Funcionou com a dentista Marina Favrin Almeida, 33, mãe de Gabriel, 5, e Mariana, 1. “Faço exatamente no horário que meu filho faz natação e karatê, assim não deixo de fazer. Eu o levo para a aula e já fico por lá, na academia, também”, conta.

  • Isabel Malzoni

    É jornalista e sócia da Editora Caixote, que publica livros infantis interativos, como Pequenos Grandes Contos de Verdade, finalista do Prêmio Jabuti. Mãe de Diego, divide-se entre os cuidados com o bebê, descobertas culinárias e muitos, muitos textos

    Isabel Malzoni é

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)