2 vantagens em adiar a maternidade, comprovadas pela ciência


Débora Lublinski
por: Débora Lublinski

mãe_filha

As brasileiras estão se tornando mães mais tarde, segundo dados do IBGE (Foto: 123RF)

Muito se fala dos riscos da maternidade tardia. E é fato, afinal a fisiologia feminina ainda não acompanhou a emancipação das mulheres nas últimas décadas. Temos um relógio biológico programado para a reprodução idealmente até 35 anos. Ainda assim, o cenário mudou: os avanços da medicina, o papel da mulher na sociedade e também as relações familiares permitem que a gente escolha a melhor hora para realizar o desejo de se tornar mães. Como foi possível observar na pesquisa Estatísticas do Registro Civil 2015, divulgada recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as brasileiras estão se tornando mães mais tarde. Em 2005, 30,9% dos nascimentos eram concentrados em mulheres na faixa dos 20 aos 24 anos. Em 2015, o percentual nessa faixa etária caiu para 25,1%. Em compensação, mães entre 30 e 39 anos aumentaram de 22,5%, em 2005, para 30,8%, em 2015. Enquanto isso, o grupo das mães de 25 a 29 anos se manteve estável, passando de 24,3%, em 2005, para 24,5%, em 2015. E de acordo com novos estudos científicos, adiar a maternidade não é tão ruim quanto parece – o que colabora para que as mulheres exerçam ainda mais essa escolha, com menos pressão.

O primeiro deles foi publicado em abril desse ano na Alemanha pelo Max Planck Institute for Demographic Research em parceria com a London School of Economics, no Reino Unido. Entre as descobertas, constatou-se que quando as mães deixaram para engravidar mais tarde, até mesmo aos 40 anos, elas tinha filhos mais altos e com melhores notas na escola, assim como com mais chances de ir para a universidade. Na pesquisa, foram avaliados dados de aproximadamente 1,5 milhão de homens e mulheres suecos nascidos entre 1960 e 1991. Mesmo ao se comparar dois irmãos nascidos da mesma mãe, com um intervalo de décadas, a criança nascida quando ela tinha por volta de 40 anos apresentou um ano a mais de ensino do que a que veio ao mundo quando a mãe tinha aproximadamente 20 anos. “O importante é desenvolver uma nova perspectiva sobre a maternidade tardia. Os pais de forma geral sabem bem dos riscos associados a uma gravidez após os 40 anos, mas desconhecem os efeitos positivos“, acredita Mikko Myrskylä, diretor do Max Planck Institute for Demographic Research e um dos autores do estudo. Para a psicóloga Mariana Bonsaver, da maternidade Pro Matre Paulista, em São Paulo, faz sentido. “Geralmente, as mulheres aos 40 anos já conquistaram estabilidade financeira, profissional e emocional, o que pode levar a uma gestação mais planejada e um sentimento de segurança quanto ao seu momento de vida”, afirma.

Outro estudo similar, realizado pela Universidade da Califórnia em São Diego (EUA), foi publicado em novembro. Cientistas da Escola de Medicina daquela instituição descobriram que mulheres que se tornam mães mais tarde vivem por mais tempo. Ao analisar 28 mil mulheres, cuja metade viveu até a nona década de vida, notaram que as que viveram mais tempo tinha uma característica em comum: tiveram filhos mais tarde. Uma das hipóteses, segundo um dos cientistas envolvidos no estudo, Aladdin Shadyab, seria que “sobreviver a uma gestação em uma idade mais avançada pode ser um indicador de boa saúde de modo geral, e como consequência, de maior probabilidade de longevidade”. Social ou fisicamente, temos um “tempo certo” para engravidar, como reforça a psicóloga Mariana, da Pro Matre Paulista. “Porém, vale ressaltar que essa decisão deve ser feita pela mulher, independentemente da idade, avaliando o seu momento de vida e se está preparada para a vinda de um bebê.”

  • Débora Lublinski

    Jornalista e mãe da Marina, Débora Lublinski trabalhou por 15 anos em revista feminina cobrindo beleza, saúde e bem-estar. Mas não vive apenas de glamour e sabe bem o malabarismo que é se cuidar sem descuidar dos filhos, da casa, do casamento e da carreira

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)