Amigas: e o tempo pra elas?


Daniela Folloni
por: Daniela Folloni
Jornalista fundadora e diretora de conteúdo do Portal It Mãe
Ter esse momento amigas é ótimo, mesmo que não seja com a mesma frequência de antes (foto: arquivo pessoal)

 

Das peças importantes do quebra-cabeça da vida de mãe, os encontros com amigas considero as mais difíceis de encaixar na rotina são. Digo só com as amigas, sem os respectivos maridos e filhos. E não é por falta de vontade!

Quando as amigas não têm filhos, haja ginástica para fazer o timing delas bater com o seu! Enquanto que para elas uma happy hour pode até ser combinada no mesmo dia, o seu programa tem que ser agendado com uma semana de antecedência, negociado com a babá, com o marido e… pode ser suspenso na última hora caso seu filho fique com febre ou comece a chorar assim que você ameaçar colocar os pés para fora de casa… Enfim!

Quando as amigas têm filhos, o problema é conseguir conciliar as agendas para o dia em que todas tenham com quem deixar os pequenos e ainda não marcaram outro compromisso profissional ou pessoal! A maioria das minhas amigas está nesse segundo grupo: das mães com mil e uma atividades. Isso significa que há algum tempo não conseguimos marcar um encontro só nosso, só das meninas.

Além da questão das agendas, sei também quando simplesmente a vontade de ficar com a cria acaba ganhando. Quando isso acontece, o melhor mesmo é ir correndo para casa. Amigas de verdade entendem! E sempre vão te chamar de novo! Outras vezes, pode bater a culpa (“Você trabalha o dia inteiro e em vez de ir pra casa ver seu filho vai encontrar as amigas?”). Quando a culpa vem (e muitas vezes ela vem) e você está morrendo de vontade de encontrar sua turma querida, insista um pouquinho consigo mesma. Amigas fazem um bem danado. Para dar risada, relembrar histórias do passado, brindar, relaxar, dançar, falar de si mesma (ainda que pelo menos 50% do assunto acabe em filhos!) e resgatar um pouco daquela parte da vida que é só sua, de mais ninguém, e que elas conhecem tão bem. O melhor de tudo ainda é voltar pra casa e ver que está tudo lá como você deixou, o marido, as crianças e a vida linda que você construiu.

Um beijo,

Dani Folloni

  • Daniela Folloni

    Jornalista, mãe de Isabela e Felipe, trabalhou nas revistas Vogue, Cosmopolitan e Claudia. Acredita que toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)