Mãe, empreendedora e produtiva


Daniela Folloni
por: Daniela Folloni
Jornalista fundadora e diretora de conteúdo do Portal It Mãe
 
“Mãe, empreendedora e produtiva”. O título deste post parece um utopia ou coisa de super mulher. Mas não é não. Juro que dá pra ser tudo isso – desde que você não sofra demais. Para equilibrar os pratos com filhos e um negócio próprio é preciso mais do que jogo de cintura. É preciso, antes de mais nada, jogar a seu favor, no seu time. O que isso significa? Olhar no espelho e ver refletida uma mulher cheia de determinação que ama os filhos e ama trabalhar, que quer dar o melhor de si em tudo, mas pode sim falhar, pedir ajuda, dizer não. Enfim, tudo isso para dizer: você é humana.
 Você pode ter dias com vontade zero de ser produtiva ou que simplesmente um perrengue da vida de mãe (um clássico: filho doente) tirou você do prumo. Mas não tire esses dias como padrão. No geral, o mais importante para ser produtiva é saber onde está e para onde quer ir. Não tirei isso de nenhum livro de organização de tempo. Tirei da minha experiência como mãe e dona do próprio negócio há quase seis anos – com todos os altos e baixos que você puder imaginar. As dicas deste post são aquelas que têm funcionado pra mim – use o que achar que faz sentido para sua vida, sem regras, sem fórmula de bolo – porque a vida não é assim – muito menos a vida de mãe:
 
  1. Fazer listas Quando as coisas que você tem que fazer ficam flutuando na sua cabeça, fica mais difícil se organizar e saber por onde começar. Coloque tudo no papel. Eu costumo fazer uma lista da vida pessoal de um lado (exemplos: comprar material escolar, fazer super…) e uma lista da vida profissional de outro (falar com fulano, publicar tal post, pagamentos…). Tiro tudo da minha cabeça e coloco no papel para aliviar aquela ansiedade de ter tanta coisa e não saber por onde começar. Ou ficar com medo de esquecer algo. Quando você escreve, fica tudo mais claro e organizado. Nos itens da lista, vá colocando uma ordem de prioridade – gosto de numerar. Se pergunte: o que precisa ser feito hoje, sem falta? O que pode ficar para amanhã se não der tempo? Assim você vai tirando da frente as urgências e ficando mais aliviada. Também tenho o costume de usar bilhetinhos para ir anotando ideias que tive e que podem virar um projeto, um negócio, uma estratégia. Assim, nada se perde. E no momento em que estiver mais tranquila, dou atenção a elas para que saiam do papel.
  2. Escolher suas ideias  Sabe quando você tem 20 ideias para o seu negócio e quer colocar todas em prática ao mesmo tempo? Já aconteceu comigo! Aí me envolvia em várias reuniões (e cafés) com várias pessoas diferentes. Esses cafés rendiam tantos projetos, mas nem sempre sobrava tempo para executar. Para ser produtiva, pense nos seus objetivos (financeiros, sucesso, reconhecimento) e procure definir o que vai trazer o que você precisa no curto/médio prazo. Fuja de muitas reuniões e de muita troca de ideias sem execução alguma. Trocar ideias e fazer networking é maravilhoso e importante, mas ficar só nisso é perder tempo – e não fazer o que as pessoas produtivas fazem: partir para a ação.
  3. Contar com as pessoas Sim, você vai precisar delas. Seja para ajudar você a cuidar do seu filho, seja no seu negócio, conforme ele for crescendo. Não caia na cilada de querer fazer tudo sozinha. É complicado, estressante e faz com que você não consiga dar o melhor de si em cada momento. 

E não paralise na primeira surpresa que fizer seu dia não ser como o planejado. Lembre-se daquela mulher no espelho que quer – e merece muito – simplesmente ser mãe e ter sua realização profissional. Vá em frente (mães realizadas são melhores mães para os filhos, vai por mim).

 

 

  • Daniela Folloni

    Jornalista, mãe de Isabela e Felipe, trabalhou nas revistas Vogue, Cosmopolitan e Claudia. Acredita que toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)