Virei mãe e meu conceito de sucesso foi revisto, reeditado e ampliado!


Daniela Folloni
por: Daniela Folloni
Jornalista fundadora e diretora de conteúdo do Portal It Mãe

Até hoje não tem pra ninguém: a Bela e o Fe ganham todas no meu coração e… são parte essencial do meu sucesso (foto: arquivo pessoal)

Muita gente acredita que maternidade não combina com sucesso. Acha que um exclui necessariamente o outro. Muita gente também olha o sucesso como algo que vem direta e exclusivamente do trabalho. Eu já pensei assim. E é muito comum pensar assim se você, como eu, é da geração das mulheres que cresceram ouvindo a mãe falar: “Filha, não dependa de marido. Vá trabalhar, se realizar profissionalmente e ter o seu próprio dinheiro.” Crescemos, estudamos e fomos para faculdade com esse mantra. A formação das mães desta geração teve como foco o trabalho. Aprendemos a trabalhar e a extrair felicidade de conquistas profissionais. 

Sucesso, então, virou sinônimo de crescimento profissional. Até onde? Ah, até o topo da pirâmide organizacional. Então, em um momento da vida, a gente decide (meio sem ter certeza de que vai conseguir dar conta) ter filhos. Tudo muda. Pelo menos mudou muito para mim. O que eu pensava ser a melhor fonte de sucesso (como capricorniana “da gema”que sou, sempre amei trabalhar) perdeu espaço para um serzinho fofinho, totalmente dependente e sedutor. Não bastasse um, amei tanto que tive mais outro.

Quando um filho nasce, dizem, nasce também uma mãe. E ouso dizer que nasce também uma nova mulher que precisa reaprender qual é o seu lugar no mundo. Muitas vezes é difícil. Aquela segurança toda da profissional assertiva dá lugar a medo de não dar conta do trabalho, da criação do filho… A certeza de que o sucesso vem cem por cento do trabalho começa a não fazer tanto sentido assim. A lista de prioridades muda. O conceito de sucesso também. O meu foi revisto, reeditado e ampliado! Até hoje não tem pra ninguém: a Bela e o Fe ganham todas no meu coração e… são parte essencial do meu sucesso. Ser mãe faz a gente se transformar, se questionar, se reinventar. Não vejo o sucesso como um lugar aonde você chega e para. Bom mesmo é quando ele permite uma evolução constante. Filhos chegam pra colocar novas cores na vida e nos sacudir, nos fazer buscar mais – e como fica sem graça sem eles, ainda que em certos momentos a gente precise de um pouco de silêncio, tempo para tomar banho ou comer em paz um prato até o final no restaurante! 

Parece que os filhos são um grande chamado para a gente rever o que realmente é sucesso. São mais uma oportunidade para avaliar se estamos levando mesmo a vida que nos satisfaz. Filhos são um incentivo à qualidade de vida. Conheço dezenas de mulheres que enfim conseguiram negociar um sistema de home office ou passaram a chegar mais cedo em casa por causa dos filhos. Antes, simplesmente pelo bem estar de si mesmas, elas não conseguiam negociar isso. A maternidade é um grande desafio, mas nos faz ficar fortes e mais dispostas a fazer acontecer. Por isso, um filho é um grande incentivo ao sucesso da mulher. Sucesso esse que pode constituir de 70% realização profissional e financeira e 30% realização como mãe. Há também quem fique mais feliz colocando mais tempo para a família e menos tempo para o trabalho. Não há regras. Só a certeza de que o sucesso engloba tudo o que vai fazer você se sentir mais realizada e que está fazendo diferença nesse mundão. A escolha é sua. Só sua. E isso fica muito mais claro depois que a gente tem filhos. Bate uma urgência de fazer cada minuto valer a pena. Do que você precisa? Mais dinheiro? Mais prazer? Mais desafios? Só você vai poder dizer. E a medida do seu sucesso está em quanto você está feliz com suas escolhas.

Um beijo,

Dani Folloni

 

 

 

  • Daniela Folloni

    Jornalista, mãe de Isabela e Felipe, trabalhou nas revistas Vogue, Cosmopolitan e Claudia. Acredita que toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)