Como aproveitar melhor o tempo no carro com os filhos


Maria Carolina Signorelli
por: Maria Carolina Signorelli
Psicóloga de crianças e adolescentes

Em muitos momentos, somos professora particular, consultora de moda, cozinheira, arrumadeira e… motorista! Sim, as famosas “mãe-toristas”! É um leva-e-traz sem fim! Casa, escola, trabalho, aula de ballet, de natação, judô, inglês, pediatra, dentista… E muitas vezes ainda tem  a psicóloga, a fonoaudióloga, a fisioterapia. Quanto mais os filhos crescem, mais complexo fica o percurso das mãe que estão no volante! “Mãe, me busca na casa da minha amiga? Mãe, você pode me levar ao cinema com meus amigos?”.E um discurso recorrente destas mães é a “falta de tempo para os filhos”.Ufa! Cansa só de pensar! Isso sem falar do trânsito nas grandes cidades!

Ao fazer uma pesquisa informal com as mães que convivo diariamente – no consultório, na escola dos meus filhos, nos finais de semana… –  a maioria delas me disse que gasta cerca de 2 horas por dia no trânsito de São Paulo. Este ano, estou participando como psicóloga da terceira temporada da websérie Mãe na Direção, da Renault, com produção da Estilingue Filmes, e tenho tido o prazer de acompanhar 2 famílias diferentes e de ajudar as mães nos seus dilemas cotidianos. Qual é a mãe contemporânea que não acumula diversas funções? A demandada é grande e a “to do list”, interminável! Filhos, marido, trabalho, casa, supermercado, presente do amigo do filho, festa para organizar… Haja fôlego para gerenciar esta rotina!

Sim, nos falta tempo para tantas coisas que desejamos! Mas que tal aproveitar o tempo no carro para estar de verdade com seu filho?
Penso que a palavra-chave deste momento é COMPARTILHAR.
– Compartilhe, por exemplo, algo que esteja planejando para o fim-de-semana e peça a opinião dos seus filhos.
– Converse sobre algo que esteja acontecendo do lado de fora do carro. Aqui, a gama de possibilidades é enorme! Vale falar sobre coisas leves e engraçadas que estão ao redor, ou até mesmo sobre assuntos mais sérios, como por exemplo os problemas que enfrentam as grandes cidades.
– Ouça alguma música que você adora e dê espaço para trocar com seus filhos as preferências musicais de vocês. Este pode ser um momento delicioso!
Fale sobre suas lembranças de infância e conte aos seus filhos, histórias de quando eles eram menores. Muitas vezes, há tantas histórias escondidas por traz do caminho que você faz diariamente! O primeiro restaurante que você foi com o pai deles, a maternidade em que nasceram…
Eu confesso que sou uma “mãe na direção”. E procuro aproveitar ao máximo o tempo que tenho com meus filhos no trânsito. Costumo passar com frequência em frente à casa que morei na minha infância. E sempre aproveito a oportunidade para contar algo que vivenciei ali. Meus filhos adoram! Outro dia, eu estava no carro somente com minha filha mais velha, que tem 8 anos. Por iniciativa dela, tivemos um “papo-cabeça” sobre ser mulher. Em determinado momento da conversa, ela me perguntou se eu gostava de “ser uma mãe”. Eu respondi que sim, que eu adoro ser mãe e que quando ela crescesse, poderia tomar a decisão de ser mãe, se assim desejasse. E no meio de inúmeros motoristas estressados, tocando a buzina como se esta tivesse o poder de fazer desaparecer aquela fila interminável de carros, minha filha concluiu nossa conversa, dizendo: “Sabe, mamãe, eu acho que você acabou de ter um sexto-sentido! Eu vou, sim, me tornar uma mãe!”. Nem preciso dizer o quanto foi emocionante ouvi-la e acompanhá-la nas suas elaborações acerca da complexidade de ser mulher… Por isso, mães, sugiro que explorem a riqueza destes “pequenos-grandes” momentos com seus filhos!
Boa sorte nas suas próprias experiências!
Um beijo e até a próxima!

Carol

 

PS: Venho recebendo muitas perguntas com dúvidas! Na medida do possível, tenho respondido-as por e-mail. Mas como há questões e ansiedades que são semelhantes e se repetem em boa parte delas, vou selecionar algumas para serem respondidas mensalmente aqui, na minha coluna. Fico muito feliz com este retorno! É um prazer e um orgulho participar do It Mãe! Para entrar em contato comigo, mande um e-mail para carol.signorelli@uol.com.br

  • Maria Carolina Signorelli

    Psicóloga e mãe de Gabriela e Fernando. Ou vice-versa! Atende crianças e adolescentes no consultório e é expert em orientar os pais em seus dilemas

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)