Aproveite as férias para se conectar com o seu filho


Luciana Romano e Raquel Benazzi
por: Luciana Romano e Raquel Benazzi

mae_filha_balanco

Nem sempre é preciso sair de casa para aproveitar o tempo juntos (Foto: Freeimages) 

O momento de férias tão esperado pelas crianças e familiares pode despertar alegria e empolgação, mas também preocupações. Atualmente, como a maioria das mães trabalha fora e nem sempre consegue férias junto com filhos (pelo menos não durante o tempo todo), a questão é: que atividades oferecer aos pequenos para preencher o tempo que estariam na escola? A nossa recomendação, nesse caso, é que você explique a situação ao seu filho e permita que ele escolha (dentro das possibilidades) o que quer fazer e com quem gostaria de ficar nesse período (avós, outros familiares, colônia de férias etc.).

Mas nem sempre é preciso gastar dinheiro ou sair de casa para curtir as férias! Lembre-se que esse é o momento do seu filho deixar a rotina de lado, descansar e exercitar a criatividade como nunca, seja em viagens ou seja em programas na própria cidade… E mesmo quando você estiver trabalhando também dá para se divertir. Por exemplo, programe uma caça ao tesouro para que ele brinque durante o seu horário de trabalho. Vocês podem conversar sobre o jogo na sua volta! Além disso, sem lições e com horários mais flexíveis, é possível aproveitar o período da noite por mais tempo para estreitar os laços com ele: cozinhando, desenhando, lendo e compartilhando histórias…

Já as mães que vão tirar uma folga nesse período podem e devem aproveitar para conhecer melhor os gostos dos filhos, observando o que tende a passar despercebido ao longo do ano. As férias são um momento propício para novas descobertas e maior proximidade entre todos – incluindo os que estão longe! Pois as festas e rituais dessa época do ano promovem reencontros com as nossas raízes familiares. E isso não tem a ver com jantares e presentes sofisticados, mas sim com a disponibilidade interna de cada um para dar e receber amor. Converse com os pequenos sobre o verdadeiro significado do Natal (amor ao próximo, união, esperança, etc.), não apenas na ceia, mas ao longo do mês também. Pode ser quando vocês estiverem montando a árvore, preparando biscoitos natalinos ou assistindo a algum filme sobre o tema na TV, que tal? Na prática, vocês podem, ainda, se envolver em ações beneficentes, como doações de roupas e brinquedos que não usam mais – e, assim, começar mais um ciclo cada vez mais conectados.

  • Luciana Romano e Raquel Benazzi

    Psicólogas com formação em Psicologia Clínica e Hospitalar, são idealizadoras e sócias do Núcleo Corujas, espaço especializado em Gestantes e Mães

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)