As avós e seus docinhos…como agir? 


Camila e Gabriela Kirmayr
por: Camila e Gabriela Kirmayr
Gabi é nutricionista infantil e Cami é comunicóloga. Elas são sócias da consultoria de nutrição infantil Coisa de Nutri

 

 

É cultural do nosso país que as avós mimem nosso pequenos com docinhos, quitutes e guloseimas. Doce é puro afeto. O alimento tem significados mais profundos, tem cheiro, tem história, tem vida (foto: It Mãe)

 

Olá Olá Queridas Mães que se aventuram por aqui!

Neste mês das mães, em que temos textos lindíssimos sobre a maternidade real, resolvemos falar sobre as mães das mães: as famosas avós! Aquelas pessoinhas essenciais e queridas das nossas vidas, por quem nossos filhos são apaixonados!

Vamos contar. Quando nos juntamos para formar a Coisa de Nutri, algumas vezes nos reunimos na casa da nossa avó para montar nosso material, criar palestras, estudar os alimentos industrializados etc. Confessamos que foi engraçadíssimo ela tentando entender o que raios estávamos fazendo. E olha que explicamos direitinho.

“- Mas neta, para que isso tudo? Na época que vocês eram pequenas, o lanche era uma bela gemada com bastante açúcar e um copo de achocolatado! E vocês estão ótimas!”

É, ela tem razão.

Elas vêm de uma geração onde era muito normal amontoar 6 netos no porta malas de uma “Caravan” e descer até Santos, com pacotes de biscoitos recheados e refrigerantes para completar a diversão 😊

O fato é, como conduzir a equação avós x netos x alimentação saudável?

Em aproximadamente 98% dos nossos atendimentos, as avós ganham o prêmio de vilãs na alimentação saudável da criançada. Tá bom, exageramos. 97 % dos casos, rsrs. Quem nunca, não é mesmo?

E quer saber? Não tem como ser diferente. É cultural do nosso país que as avós mimem nosso pequenos com docinhos, quitutes e guloseimas. Doce é puro afeto. O alimento não á apenas um alimento em si. Tem significados mais profundos, tem cheiro, tem história, tem vida.

Definitivamente não temos como privar as avós desse momento, dessa relação do aconchego entre o alimento e os netos.

Mas podemos conduzir com jeitinho, não é mesmo? Afinal, sabemos do trabalho árduo que temos para que a alimentação dos nossos filhos seja minimamente saudável!

Então quais são os pontos de atenção e como sugerimos conduzi-los? De forma leve, sem stress. Vamos lá:

 

1 – Vamos conscientizá-las.

É legal que as avós entendam o que está rolando de fato e tão diferente da época delas. Hoje as crianças têm um acesso infinitamente maior aos industrializados e fast-foods da vida.

Os conservantes, realçadores de sabor, corantes e afins, podem estar presentes em todas as refeições, se deixarmos. Além da alta quantidade de gordura, sal e açúcar presente nesses alimentos.

Na época delas, a comidinha de verdade, feita em casa, estava muito mais presente na rotina! Diferente de hoje. Um bolinho de verdade, é bem diferente de um bolinho industrializado.

2 – Avaliar a participação da avó na rotina das crianças.

Quando a avó está muito presente na rotina, tente criar alguns combinados enfatizando as receitas especiais e criando desafios como: “O macarrão delicioso da vovó apenas as sextas feiras”, “Experimento de receitas novas mais saudáveis as segundas feiras”, e por ai vai !

Caso a avó apareça de vez em quando, procure liberar “o dia mais livre” nas datas que coincidam com a visita dela.

3 – Participar a avó da realidade do neto.

Temos muitas crianças obesas, algumas com colesterol e ou triglicérides alto, enfim, crianças que precisam realmente da cooperação da família.

Nesse caso, recomendamos que a avó esteja a par dos resultados dos exames, das recomendações médicas e principalmente das consequências e malefícios em insistir na alimentação fora do recomendado.

4 – Convidar a avó para novas aventuras na cozinha!

Sim, as avós podem e devem se modernizar! Adoramos quando as avós nos pedem receitas e dicas usando ingredientes saudáveis para os netos! Por que não um bolo de banana com farinha integral e canela? Ou uma ganache de chocolate feita com cacau com e biomassa de banana, sem açúcar, bem levinha e deliciosa.

Enfim, aos poucos as avós vão entendendo que cuidar da alimentação, é cuidar da saúde. E que cuidar da saúde do neto, é também uma demonstração de amor imensa!!!

E para começar, se a sua mãe ou sogra gosta de cozinhar (porque nem todas as avós desta geração gostam), aqui vai uma caldinha de chocolate levinha e os pequenos adoram para ela incluir nas receitas e ver que dá pra ser gostoso e mais saudável ao mesmo tempo:

Ganache de Chocolate – Caldinha leve

Ingredientes

– 5 colheres de sopa de Biomassa de banana

– meia xicara de Leite de Coco Light

– 2 colheres de sopa de Cacau em Pó

Modo de Fazer

A biomassa pode comprar prontinha que vende nas casas de produto natural ou até mesmo nos supermercados.

Misture todos os ingredientes em uma panela e deixe ferver, sempre mexendo, aproximadamente 5 minutos.

Pronto! Teremos uma caldinha de chocolate bem gostosa e nutritiva 😊

 

 

  • Camila e Gabriela Kirmayr

    Camila é publicitária, certificada em disciplina positiva e mãe do Frederico, de 3 anos. Gabriela é nutricionista infantil e mãe da Júlia, 12 anos, e da Lara 14. As duas são sócias da consultoria de nutrição infantil Coisa de Nutri

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)