5 motivos para adotar um pet para a sua família


Natália Folloni
por: Natália Folloni

(Foto: Freeimages)

(imagem: Freeimages)

Já pensou em adotar um animal de estimação para os seus pequenos? Muitas pessoas ficam apreensivas na hora de incluir mais um membro na família – afinal, um pet não é um objeto que você pode doar quando não quiser mais brincar com ele. Os animais precisam de comida, atenção, cuidados médicos, carinho e respeito. Apesar do trabalho que dá, há vantagens em ter um cachorro, gato ou qualquer outro bichinho em casa. Não acredita? A gente te explica porquê.

1. Criança + pet = companheirismo

Ter um animalzinho pode alegrar a vida do seu filho. Pois as brincadeiras e o tempo que passam juntos faz com que ele desenvolva laços afetivos com os bicho.

2. Ter um pet pode evitar que a criança desenvolva medo de animais no futuro

Ao se habituar a conviver com bichos em casa (com a devida supervisão, é claro), ela vai aprender que eles podem ser ótimos amigos.

3. A convivência com um animal pode combater depressão, obesidade e diabetes

Primeiro porque, ao levar o bichinho para passear, a criança é estimulada a fazer atividades físicas. Saindo de casa e deixando a TV, o videogame e outros eletrônicos de lado, os pequenos podem ter mais contato com a natureza e se exercitar mais. Esse tipo de prática desde cedo previne doenças como diabetes e obesidade. Isso sem contar que as brincadeiras com o pet, vão fazer com que ela se sinta ótima! Pois, assim como acontece quando praticamos esportes, o organismo diminui a produção de cortisol, o chamado hormônio do estresse, e aumenta os níveis de serotonina, neurotransmissor ativo contra a depressão.

4. Graças ao pet, a imunidade da criança aumenta

Em contato com o animal, o corpo da criança passa a produzir anticorpos, já que ela fica mais exposta a substâncias que causam hipersensibilidade, e se torna imune a alergias a fungos e poeira. Além do que, os níveis de imunoglobulina A, que é um anticorpo que evita a proliferação de vários tipos de vírus e bactérias, aumentam. A teoria é controversa, mas há inúmeros estudos que a confirmam. Uma pesquisa feita pelo Instituto de Epidemiologia de Munique (Alemanha), por exemplo, monitorou 3 mil crianças desde o nascimento até os 6 anos de idade, e mostrou que aquelas que conviviam com um animal de estimação apresentavam menos risco de desenvolver alergias do que as crianças que não tinham bichos.

5. Seu filho vai aprender noções de responsabilidade e tolerância

Ao brincar e ajudar a cuidar do animal, as crianças praticam noções de responsabilidade. O pet é como se fosse outra criança: nem sempre estará disposto a correr e irá reclamar se for incomodado, por exemplo. Então, o seu filho vai ter que aprender a dividir o espaço com ele e respeitá-lo, como se fosse um irmão mais novo.

Fonte: Thiago Gara, pediatra do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, de São Paulo (SP)

  • Natália Folloni

    Nossa repórter adora crianças e acredita que uma mulher pode ser a melhor mãe do mundo sem abrir mão de sentir-se linda e realizada

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)