Puberdade: quando sua filha começa a ficar mocinha


Daniela Folloni
por: Daniela Folloni
Jornalista fundadora e diretora de conteúdo do Portal It Mãe

 O início da puberdade varia de menina para menina e acontece normalmente entre geralmente entre 8 e 13 anos (foto: 123TRF)

 

O tempo passa, o tempo voa e, quando você se dá conta, sua menina não é mais um bebê, nem aquela garotinha que gostava de usar de fantasia de princesa. Para chegar a puberdade é uma questão de tempo – para algumas meninas demora mais, para outras menos. Aqui, a ginecologista Fernanda Coimbra Miysato da clínica Fertilizavitta (SP), tira algumas dúvidas comuns e fala sobre a puberdade precoce:

1-Quais os primeiros sinais de puberdade nas meninas?

Dra Fernanda Miyasato: A puberdade começa com o aparecimento do broto mamário, pelos pubianos, pelos axilares, odor axilar, acne e aumento da oleosidade da pele. Isso ocorre geralmente entre 8 e 13 anos.

2- Quando deve ser a primeira consulta o ginecologista?

Dra Fernanda Miyasato: O ideal é que a menina tenha seu primeiro encontro com o especialista assim que tiver a menarca (primeira menstruação). Mesmo sem uma vida sexual ativa, a menina deve ter um acompanhamento especializado com um médico ginecologista.

3- Com quantos anos é comum a menina menstruar?

Dra Fernanda Miyasato: A primeira menstruação, chamada de menarca, ocorre em média dois anos depois do aparecimento das mamas, por volta dos 12 anos de idade.

4- Existe puberdade precoce?

Dra Fernanda Miyasato: Sim, e aparentemente a frequência de puberdade precoce está aumentando. Ela é causada pelo aumento dos hormônios sexuais antes da hora, por exposição externa a hormônios através de medicamentos; ou porque os ovários começaram a produzir esses hormônios antes da hora.

Além disso, esse começo da puberdade pode ser influenciado por fatores genéticos, psicológicos e ambientais. Por exemplo, o excesso de hormônios nos alimentos especialmente carne e soja, podem acelerar o processo. A exposição a agrotóxicos e o desreguladores endócrinos como o bisfenol A presente em plásticos de utensílios de cozinha como mamadeiras, pratos e recipientes plásticos também. Isso porque ele que pode alterar a função endócrino-hormonal normal, imitando a ação do estrogênio, bloqueando os receptores hormonais em suas células impedindo assim a ação normal dos hormônios.

Também existe o maior risco em meninas cujas mães menstruaram cedo, ou que sofreram de obesidade na infância, provavelmente devido aos distúrbios hormonais associados ao ganho de peso

 

5- Qual é o tratamento da puberdade precoce?

O tratamento depende da causa. No caso da puberdade precoce central, ele consiste de injeções de um hormônio, que faz a puberdade regredir. Esta medicação funciona como um freio no desenvolvimento dos ossos, melhorando a estatura final destas crianças e em alguns casos, nenhum tratamento é necessário, além do acompanhamento médico. Nem todas as meninas precisam de tratamento, isso é individualizado segundo a causa e decisão médica.

  • Daniela Folloni

    Jornalista, mãe de Isabela e Felipe, trabalhou nas revistas Vogue, Cosmopolitan e Claudia. Acredita que toda mãe merece sucesso, diversão, romance e oito horas de sono

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)