Bolo de caixinha top na festa de aniversário


Monique dos Anjos
por: Monique dos Anjos
Quem diria que este aqui é um bolo de caixinha: (foto: Monique dos Anjos) Quem diria que este aqui é um bolo de caixinha! (foto: Monique dos Anjos)

 

Quando pedi ajuda de uma chef/blogueira para transformar um bolo de caixinha em uma receita digna de confeitaria pude sentir sua ira nas poucas linhas que ela usou para recusar o convite. Demorei a entender que alguém que cursa, no mínimo, quatro anos de universidade, aprendendo termos, estrutura molecular dos ingredientes e infinitas técnicas de preparo nunca vai se render a uma receita pronta de mercado.

Mas ao mesmo tempo, sei que no mundo real nem todas nós somos chefs e mesmo para quem domina o forno e o fogão, optar de vez em quando pela praticidade (quando não se abre mão da qualidade) pode fazer toda diferença.

Foi o bolo de caixinha que me salvou quando, por exemplo, decidi experimentar uma técnica chamada ombré (aquela em que cada camada do bolo tem uma tonalidade diferente dando um aspecto degrade nas cores). Como esse seria meu primeiro intento, queria focar minha atenção e tempo no visual e menos na delicada ordem de preparo do bolo. A solução veio em forma de caixinha.

Tenho que admitir que fiquei muito feliz com o resultado. Em pouco tempo consegui um bolo charmoso, fofinho e o melhor, sem mistério nenhum. A seguir, dividirei com vocês o passo a passo simplíssimo da melhor versão do bolo de caixinha de todos os tempos. No centro da mesa de aniversário ninguém vai desconfiar de sua humilde origem. Pode apostar!

beijos,

Monique
 

Bolo de caixinha com técnica ombré (ou em camadas degradê)

Ingredientes

  • 01 bolo de caixinha sabor baunilha
  • 01 embalagem de corante vermelho líquido (especial para culinária)
  • 01 litro de creme de leite fresco
  • 05 colheres de açúcar

 Utensílios

  • Batedeira
  • Espátula
  • 04 formas de alumínio descartáveis (do tipo para tortas, que são mais baixas)
  • Faca grande de cortar pão

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno a 180 graus. Prepare a massa do bolo de acordo com as instruções da caixa. Com ajuda de uma concha, distribua a massa em quatro partes iguais, cada uma em uma travessas – todas do mesmo tamanho, para facilitar a divisão.

Cada parte deverá ter um tom diferente do vermelho mais intenso até o rosa bebê. Para isso, comece pelo tom mais forte. Coloque quantas gotas forem suficientes para obter a cor desejada na primeira parte de massa e misture bem com uma colher (eu usei mais ou menos 30 gotas). A partir daí você saberá quantas gotas usar a menos nas seguintes. Essa fase não requer precisão. Mas o ideal é que a quarta travessa tenha pouquíssima cor para que a diferença entre cada camada fique bem acentuada.

Você pode usar qualquer cor para criar seu bolo degradê (foto: Monique dos Anjos) Eu usei vermelho, para obter tons de rosa, você pode usar qualquer cor de corante especial para culinária para criar seu bolo degradê (foto: Monique dos Anjos)

 

Transfira cada massa colorida para uma forma já untada (todas as assadeiras devem ter o mesmo tamanho para você pode empilhar as camadas depois) e leve ao forno pelo tempo indicado nas instruções do bolo. No entanto, é provável que o bolo fique pronto até 10 minutos antes do tempo previsto, já que a quantidade de massa por forma é relativamente pequena. Por isso fique de olho e depois dos primeiros 20-25 minutos abra o forno e fure o centro com um palito que sairá seco caso o bolo já esteja pronto.

Deixe as formas esfriarem em cima do fogão. Enquanto isso, bata o creme de leite fresco com o açúcar até formar um creme firme como chantili. Aumente ou diminua a quantidade de açúcar de acordo com seu paladar. Separe esse creme em duas travessas. Uma parte será usada para o recheio e outra para a cobertura.

Desenforme o bolo e com uma faca de pão corte qualquer saliência ou desnível no topo deles. Coloque a primeira camada (a mais clara) diretamente na travessa que vai usar para servir. Com uma espátula espalhe um pouco de creme em cima, acrescente a próxima camada de bolo e repita o procedimento.

Para a cobertura, use corante até chegar no tom desejado e, também com a espátula, espalhe o creme sobre o bolo com movimentos de onda. Há quem use a mesma técnica degradê para a cobertura, obtendo assim o mesmo efeito da massa. Para isso, basta repetir a técnica de coloração da massa com o creme que será usado por fora e aplica-lo andar por andar do bolo.

  • Monique dos Anjos

    Com diploma de jornalista e alma de cozinheira, a editora convidada de gastronomia do It Mãe passou a sentir a vida mais doce desde que se tornou mãe da Victoria.

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)