Siga itmae
facebook
twitter
rss
instagram
youtube
pinterest
Participe do itmãe
facebook
twitter
rss

GUIA IT MÃE - Produtos, serviços e lugares selecionados que a gente indica! CLIQUE AQUI >>

Encher o bebê de beijos, pode?

Publicado em 29.08.2017 | por

O ideal é que este ato de carinho tão importante fique limitado aos pais e pessoas mais próximas do bebê, e desde que não estejam doentes (foto: reprodução Pinterest)

Bebês são tão fofinhos, têm a pele macia, lisinha e cheirosa. São pequeninos e precisam de muito carinho e cuidado. Diante deles, como não querer enchê-los de beijos?

Pois é! Acontece que por meio do beijo muitas doenças infecciosas são transmitidas, desde um resfriado até herpes, por exemplo. Por isso, é preciso maneirar e segurar o ímpeto pelo bem da criança. O ideal é que este ato de carinho tão importante fique limitado aos pais e pessoas mais próximas do bebê, e desde que não estejam doentes.

Mas… e beijar na boca, pode?

Quanto maior o contato com a saliva, maior a chance de transmissão de doenças. Dessa forma, a boca é umas das regiões de maior risco. Existem inclusive estudos que mostram a transmissão de cáries por meio do beijo na boca.  

Mas não é só na boca que se deve evitar o beijo. As mãos também são potenciais transmissores, pois os bebês adoram uma mãozinha na boca. Além disso, tosses e espirros são outros meios que podem transmitir doenças. Assim, quando houver visita para o bebê, principalmente se for recém-nascido, é importante algumas precauções:

1)      Limitar a visita de pessoas sabidamente doentes. Lembre-se que um simples resfriado em um adulto ou em uma criança grande pode causar um quadro grave nos bebês devido à imunidade reduzida nesta fase.

 

2)      Ao receber visita, solicite que lave as mãos ou use álcool gel (pode colocar a “culpa” em mim e dizer que foi orientação da pediatra).

 

3)      Evite que a criança fique em contato com a roupa de quem veio da rua. Ofereça uma fraldinha no caso da visita pegar a criança no colo.

 

Mas você deve estar se perguntando: existe então algum lugar para beijar o bebê sem medo? Sim, a cabeça! Por ser uma área mais distante do contato com as secreções das vias aéreas, a cabeça seria o local mais seguro!

Siga a gente no Instagram: @itmae

Gostou do post?

Cadastre seu e-mail e receba novidades!

Tags:, ,
Você também pode gostar de:

Festa no bosque! 1 ano com muita fofura

Geração Alpha provoca revolução na moda infantil

18 opções de roupinhas para seu bebê usar na maternidade

Quem faz
Vanessa Radonsky

Vanessa Radonsky

Pediatra do Fleury Medicina e Saúde, tem especialização em Endocrinologia Pediátrica pelo Instituto da Criança – HCFMUSP e é pós-graduanda em Endocrinologia e Metabolismo Ósseo pela UNIFESP. Mãe da Letícia (6 anos) e da Beatriz (4 anos), é palestrante do curso de Cuidados com a Saúde da Mamãe e do Bebê do Fleury

Nossa seleção especial está aqui!
Encontre produtos, serviços e espaços indicados pelo It Mãe!

Clube It Mãe

Deixe seu e-mail e fique por dentro das novidades!

itmãe 2017 - Todos os direitos rervados