10 brincadeiras (criativas) para fazer com seu filho


Malu Echeverria
por: Malu Echeverria

crianca_brincar_playground

 As brincadeiras ajudam a estimular a criatividade e a fortalecer o vínculo entre você (Foto: Freeimages)

O período de férias é ideal para aumentar a conexão com toda a família. Com menos compromissos e rotina mais flexível, temos mais tempo para simplesmente aproveitar a companhia um do outro, sem tantas cobranças. Além de participar dos cuidados dos pequenos de perto, outra maneira de estreitar o vínculo com eles nessa época é… brincando. Algo que nem sempre conseguimos no dia a dia, não é verdade? A seguir, sugerimos dez brincadeiras do e-book  Play, da publicitária Mayra Luna, do site Pitaco e Cia. O livro foi escrito por três gerações (avó, mãe e filha), com o objetivo de resgatar o contato, o olho no olho, o diálogo…  Divirtam-se!

1) JOGO DO CONTRÁRIO

Essa brincadeira ajuda a estimular a criatividade.  Cada jogador tem de responder com antônimos, divergindo e propondo opostos. A palavra pronunciada deve se opor a primeira ideia. Os jogadores vão se alternando conforme as perguntas e respostas. Não vale rima ou sinônimo. Perde quem não souber o antônimo da palavra proposta. Pode ser feita a partir dos 3 anos, a partir de 2 jogadores (em duplas).

Exemplos:

Jogador 1: leve
Jogador 2: pesado

Dicas:

Para as crianças mais novas, podem ser sugeridas palavras simples no início, aumentando-se a dificuldade ao longo do jogo.

2) SONS AMBIENTE

Excelente brincadeira para estimular a audição e a concentração. Nela, o jogador tem de listar o maior número possível de sons que pode ouvir no ambiente, sem repetir o que já foi dito. O mais legal é brincar várias vezes em lugares diferentes: com muito ou pouco barulho, cheio de gente ou vazio, etc. Ganha quem conseguir ouvir mais tipos de sons. Pode ser jogado a partir dos 2 anos com 2 jogadores, no mínimo.

Exemplo:                                                                                                                         

Jogador 1: “eu ouvi uma moto”
Jogador 2: “eu ouvi o chuveiro do vizinho”

Dicas:

O jogo pode ser feito antes de dormir como forma de relaxamento e introspecção.

3) BOLA NO BALDE

Coloque um balde em um canto da casa e pegue todas as bolinhas que você encontrar. Distribua as mesmas em números iguais entre os participantes . O objetivo é simples: vence quem acertar o maior número de bolas possível no balde. Não se esqueça de estipular uma distância padrão para o arremesso. Pode ser feita a partir de 1 ano, com dois jogadores no mínimo.

Dica:

Ofereça bolas de diferentes tamanhos para a criançada treinar força e mira!

4) PEGA PEGA COM BEXIGAS

Encha duas bexigas, de preferência, uma de cada cor (uma delas vai ser a “caça” e a outra a “caçadora”). Faça uma roda com os jogadores, sentados ou em pé. Introduza uma bexiga na roda, que deve ser passada de mão em mão. Quando ela chegar no meio da roda, é hora de colocar a outra bexiga na brincadeira. A partir daí, as duas bexigas vão sendo passadas de mão em mão simultaneamente entre os jogadores. O objetivo é que a segunda bexiga alcance a primeira! A brincadeira pode ser feita a partir de 4 jogadores (3 anos de idade, no mínimo). O jogador que deixou a bexiga ser “pega” pode ser eliminado, até sobrarem dois jogadores.

Exemplos:

Veja que divertido nesse vídeo.

Dicas:

Que tal encher as bexigas de água e fazer o jogo na piscina? Peça as crianças para cantarem uma música para dar mais ritmo à brincadeira.

5) DUBLE A TV

Essa brincadeira não tem o objetivo de competição, apenas de diversão! A ideia é baixar o volume da TV e, na sequência, escolher uma música qualquer para “dublar” o que estiver passando. O jogo surgiu quando Cláudia e a filha estavam em uma padaria onde tocava uma música sertaneja, enquanto um desenho do Bob Esponja era transmitido na televisão. Pode ser feita a partir de 4 anos, com no mínimo 2 jogadores.

Exemplos:

Veja como faz nesse vídeo!

Dica:

Quanto mais inusitado o som, melhor. Prefira dublar desenhos animados, assim vai chamar mais a atenção dos pequenos.

6) BATUQUE NA COZINHA

A proposta é criar músicas com instrumentos encontrados na cozinha. Jogo excelente para estimular a criatividade e dar novos significados aos objetos. Pode ser feito a partir dos 2 anos, com 2 jogadores.

Exemplos:

Veja como faz nesse vídeo!

Dicas:

Mostre a diferença entre sons graves e agudos com objetos de materiais diversos, como madeira e metal. Deixe as crianças se divertirem na cozinha enquanto os adultos cozinham.

7) CAIXA DA ALMA

Cada jogador vai criar uma caixa que o represente. Pode ser com uma caixa de sapato, camisa, papelão… Nela, ele tem de colocar imagens de coisas que o representem, de suas paixões. Depois, o jogador deve apresentar a caixa ao grupo. Na apresentação, os jogadores também podem falar sobre as caixas dos demais. O jogo tem o intuito de ensinar a todos a se expressar, a entender como os outros o percebem, a receber críticas e elogios.  A brincadeira é para maiores de 4 anos, com 2 jogadores no mínimo.

8) CORRENTE DO AMOR

O grupo (a partir de 4 jogadores, acima de 5 anos) deve fazer uma roda e unir as mãos no centro. Depois, cada jogador pega a mão direita de uma pessoa e a esquerda de outra. A ideia é desfazer o grande nó, passando por cima ou por baixo dos jogadores, até formar um círculo novamente. Mas sem soltar as mãos!

Dica:

Brinquem em um local espaçoso, com roupas confortáveis e sem sapatos!

9) RESPIRA JUNTO

Deite-se no chão e coloque seu filho sobre o seu peito. Inspire e respire profundamente. Peça para a criança seguir o seu ritmo ou vice-versa. A brincadeira ajuda a relaxar juntos e pode ser feita com 2 jogadores a partir de 1 ano.

Dica:

Feche os olhos e coloque músicas de ninar ao fundo.

10) CAVALO CEGO

Os jogadores são divididos em dois grupos, o dos cavalos e o dos cavaleiros. Os cavalos são, então, vendados. O objetivo é fazer com que os cavalos (que devem andar de quatro) encontrem seus cavaleiros apenas pelo comando de suas vozes. O cavalo não pode tirar a venda e o cavaleiro, por sua vez, tem de permanecer no mesmo lugar. Para tanto, todos têm de se concentrar e muito! O jogo pode ser feito a partir dos 4 anos com 4 jogadores ou mais.

Dica:

Coloque almofadas e outros objetos seguros como obstáculos entre os dois grupos, assim os cavaleiros terão mais desafios para guiar seus respectivos cavalos no percurso.

Gostaram? No livro, há mais quarenta jogos esperando por vocês! Baixe aqui!

  • Malu Echeverria

    Jornalista, mãe do Gael e redatora-chefe do It Mãe. Para ela, é essencial colocar a máscara de oxigênio primeiro na gente, depois na criança

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)