A melhor maneira de medir a temperatura em seu filho


Vanessa Radonsky
por: Vanessa Radonsky
Pediatra do Fleury Medicina e Saúde

(foto: arquivo)

Bochechas vermelhas, mãos frias e testa quente podem ser indícios de que seu filho está com febre, mas como ter certeza?  O grande aliado é o bom e velho termômetro. Único capaz de medir a temperatura do corpo com precisão. A temperatura normal deve variar entre 36 e 370C.

Para manter esse equilíbrio, o corpo costuma suar no calor e contrair os músculos no frio. Quando algo está errado com o organismo da criança, a temperatura se eleva como um sinal de defesa. Esse fenômeno é chamado de hipertemia, incluindo a febre, considerada um tipo de hipertemia.

Existem várias maneiras de medir a febre de seu filho: retal (pelo ânus, aonde fica o reto ou porção final do intestino grosso), axilar (debaixo do braço), oral (na boca) e timpânica (na orelha). A melhor escolha varia de acordo com a idade da criança. Em recém-nascido até três meses, por exemplo, a técnica mais recomendada é pela via retal; entre três meses e cinco anos, pode ser via retal, ouvido ou axilar; e acima de cinco anos, recomenda-se medir pela boca, ouvido ou axilas.

Medida axilar: é o método mais utilizado no Brasil apesar de ser o método menos preciso. Deve ser realizado através do uso de termômetro digital. Após limpeza do termômetro, a ponta deve ser colocada no centro da axila em contato com a pele e nunca com a roupa. O braço da criança deve permanecer dobrado de maneira firme até escutar o alarme. Consideramos febre a temperatura acima de 37,80C. O termômetro de mercúrio foi muito utilizado para este fim, porém, se o termômetro de mercúrio quebrar, pode liberar o mercúrio, que é uma substancia tóxica. Por esta razão, a Anvisa proibirá a fabricação deste tipo de termômetro a partir de 2019.

Medida via retal: deve-se utilizar um termômetro digital especialmente projetado para medida retal, que tem uma ponta de prata arredondada. O termômetro deve ser limpo com água e sabão antes e após o uso. Preparar a ponta do termômetro com vaselina e, com a criança deitada de barriga para baixo, deve-se introduzir o termômetro na abertura anal de um a dois centímetros e segurar até escutar o alarme do termômetro indicando a temperatura. Consideramos febre a temperatura acima de 37,90C.

Medida via oral: limpar o termômetro com água fria e sabão antes e após o uso. A ponta do termômetro digital deve ser colocado sob a língua da criança na parte de trás da boca, lembrando que a criança não pode ingerir líquido quente ou frio 15 minutos antes de medir a temperatura. Durante a medida, a criança deve ficar quieta respirando pelo nariz. O termômetro deve ficar estável até escutar o alarme. Consideramos febre a temperatura acima de 37,50C.

Medida pelo ouvido: deve-se utilizar um termômetro especial. Limpar a ponta do termômetro e inserir no canal auditivo. Existe um botão que deve ser pressionado até o alarme. Consideramos febre a temperatura acima de 380C.

           Após detectar que seu filho está com febre, o mais importante é diagnosticar a sua causa. O pediatra dele é a pessoa mais indicada neste caso. Algumas medidas importantes são oferecer bastante líquido para a criança com o objetivo de manter hidratação, retirar o excesso de roupas e dar um banho com água morna.   O uso de antitérmico deve ser utilizado conforme orientação médica.

  • Vanessa Radonsky

    Pediatra do Fleury Medicina e Saúde, tem especialização em Endocrinologia Pediátrica pelo Instituto da Criança – HCFMUSP e é pós-graduanda em Endocrinologia e Metabolismo Ósseo pela UNIFESP. É mãe da Letícia e da Beatriz.

Vale a pena dar uma olhada na minha seleção de produtos incríveis e serviços
 que facilitam sua vida de mãe ;)