Siga itmae
facebook
twitter
rss
instagram
youtube
pinterest
Participe do itmãe
facebook
twitter
rss

GUIA IT MÃE - Produtos, serviços e lugares selecionados que a gente indica! CLIQUE AQUI >>

5 dúvidas sobre o banho do bebê para você tirar da cabeça já!

Publicado em 23.05.2017 | por
(foto: arquivo)
 
O “ritual” do banho é sempre um momento de muita alegria para os pais e o bebê. Mas diante de tanta fragilidade, podemos ficar receosos quanto à forma correta de banhar o pequeno.
Por uma questão de higiene (não “sujar” o que já foi limpo) o banho deve seguir sempre da cabeça para baixo. Coloque água na banheira até que a criança, deitada em seus braços, fique na altura do seu umbigo. Inicie o banho lavando o cabelinho. Depois, lave o rosto (utilize uma bolinha de algodão para remover as impurezas que se acumulam ao redor dos olhos) e atrás das orelhas. Após secar a cabeça da criança (para que ela não perca muito calor), retire a fralda e limpe o seu bumbum com algodão e água, antes de colocá-la na banheira. Ao imergi-lo na água, lave o corpinho, tórax, braços, pernas e genitais. Não se esqueça de lavar também mãos e pés (limpando bem entre os dedinhos).
Não é necessário usar esponja. Além de a pele do bebê ser muito sensível, não devendo ser esfregada, se guardadas úmidas, as esponjas tornam-se o ambiente ideal para a proliferação de fungos e bactérias. Sua mão já deve ser o suficiente para higienizar o bebê, sobretudo nos primeiros banhos.
            Os primeiros banhos devem ser rápidos, não ultrapassando 5 minutos. Depois, seque-o bem com uma toalha-fralda.
A seguir esclareço outras dúvidas comuns sobre o banho do bebê:
 
Sem ressecar, nem queimar
 
Banho com água muito quente pode ressecar (e até queimar!) a pele do bebê, por isso o ideal é que sua temperatura fique em torno de 36 º.  Certifique-se da temperatura usando um termômetro próprio para banheiras ou colocando o antebraço na água e calculando se ela está confortável para a criança. Caso você se engane, e ela ainda estiver “inadequada”, o bebê mesmo indicará: se ela for muito quente, ele irá chorar assim que colocar os pezinhos (nunca coloque o bebê na banheira pelo bumbum). Agora, se ela estiver fria demais, o pequeno ficará com a boquinha acinzentada.  
 
Cheirinho de banho tomado
 
Repletos de cores e aromas, os sabonetes de bebê são um capítulo a parte no quesito “que mãe resiste”. Mas é preciso estar atenta para escolher o produto que melhor atenda às necessidades do pequeno. Nunca utilize sabonetes de adulto nos bebês!
Entre o líquido ou em barra, prefira o primeiro.  Nas versões “apenas sabonete” ou “2 em 1”, são mais seguros para a saúde da pele da criança, apresentando menor risco de contaminação por fungos e bactérias, além de poderem conter mais substâncias hidratantes em sua formulação. Opções neutras, sem perfume e sem cor, também são mais indicadas pelo menor risco de desencadear alergias.  E olhe sempre o rótulo: o pH do produto deve ser de 5,5. 
 
Hora certa
 
Manhã, tarde ou noite? O horário “ideal” para o banho do bebê é aquele mais conveniente para os pais. Isso porque ele deve ser um momento de total relaxamento e  interação com o pequeno.  Nos dias mais frios, o banho por volta do meio-dia é mais confortável para a criança. Já o banho à noite, acalmará o bebê, garantindo um sono mais tranquilo.
 
1, 2, 3… banhos
 
Desde os primeiros dias de vida, o bebê pode tomar banho. Além de higienizar a criança, ele ajudará a tranquilizá-la e refrescá-la. Por isso, não há um limite de banhos por dia, sendo no mínimo um.  Mas é importante maneirar no sabonete a partir do segundo, uma vez que o produto pode ressecar a pele sensível do pequeno. 

 

Cabelinho lindo
 
Lavar os cabelos do bebê todos os dias, ou não, é uma decisão dos pais. Com os recém-nascidos, que ainda podem apresentar crostinhas no couro cabeludo, o ideal é que a higienização seja diária (um pouquinho de óleo antes da lavagem ajuda na remoção). Já quando a criança apresenta cabelinhos (o velo), pular um dia não fará mal, desde que esteja limpo, sem resíduos de leite ou papinhas, por exemplo.
Para lavar os fios, a água deve estar com temperatura em torno de 36º. Utilize xampus (ou sabonetes 2 em 1) específicos para os pequenos,  com pH neutro. Condicionadores devem ser aplicados apenas em crianças com cabelos cacheados e com idade acima de 12 meses.
E não se esqueça de secar bem a cabeça da criança com toalha-fralda. Após os 6 meses, pode-se usar o secador com temperatura fraca e distância em torno de 35 centímetros.
 
Hidratação extra?
 
Mais sensível, a pele do bebê costuma sofrer e se tonar ressecada devido às situações específicas, como água muito quente, excesso de sabonete ou fato de morar em regiões muito frias. Para reverter o quadro, os pais podem lançar mão do uso de hidrantes – neutros e próprios para a idade – imediatamente após o banho (e depois de secar o corpinho); ou de óleos essenciais pingados (até três gotas) na água do banho.  Massagens no bebê com óleo de amêndoas doces também ajudam.

Siga a gente no Instagram: @itmae

Gostou do post?

Cadastre seu e-mail e receba novidades!

Tags:, , ,
Você também pode gostar de:

18 opções de roupinhas para seu bebê usar na maternidade

Brincar Week para se conectar ainda mais com seu filho

Festa Sou Luna para os 9 anos da Bela!

Quem faz
Dra. Carla Bortoloto

Dra. Carla Bortoloto

Médica especializada em dermatologia clínica e cirúrgica, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínico Cirúrgica (SBDCC), ela acredita no papel fundamental das mães em passar aos filhos a importância dos cuidados com a pele, cabelo e unhas

Nossa seleção especial está aqui!
Encontre produtos, serviços e espaços indicados pelo It Mãe!

Clube It Mãe

Deixe seu e-mail e fique por dentro das novidades!

itmãe 2017 - Todos os direitos rervados